Baixa nos valores de venda do suíno vivo comprometem setor

Baixa nos valores de venda do suíno vivo comprometem setor

 

 

Ainda que seja característica do período, a baixa demanda nos primeiros meses do ano tem espantado os suinocultores. Os baixos preços pagos aos produtores pelo quilo do suíno vivo podem levar a suinocultura brasileira a enfrentar uma crise sem precedentes, já que os valores repassados ao produtor não correspondem aos necessários para cobrir os custos da produção, acentuando as diferenças na balança comercial da suinocultura.

Nos últimos meses os custos de produção recorrentes da elevação nos preços da saca do milho tem comprometido também o futuro da atividade. Segundo a Associação Paulista de Criadores de Suínos (APCS), o suinocultor paulista está vendendo o suíno a R$ 49,00 a arroba, de preço médio (equivalente a R$ 2,61 quilo vivo).

Os suinocultores do Sul do país também aguardam a recuperação dos preços. Depois um ano de expectativas otimistas e recuperação no setor, o Rio Grande do Sul apresenta queda nos preços de venda do quilo do suíno vivo. Os principais fatores para esse cenário é a queda das exportações, onde está direcionada a maioria dos animais produzidos no estado – o embargo do produto na Argentina fez com que exportação ao país caísse até 85% em fevereiro –, ao lado da redução na demanda do mercado interno, comum nessa época do ano. Conforme dados da Associação dos Criadores de Suínos do Estado (Acsurs), atualmente os produtores estão recebendo em média R$ 2,64 pelo quilo do suíno vivo. No estado, a saca de milho está sendo comercializada a R$ 27,50, valor relativamente maior se comparado ao mesmo período do ano passado, em que a saca era vendia a R$ 26,38.

O mesmo cenário acontece em Minas Gerais, com o quilo do suíno vivo sendo vendido a R$ 2,75, valor R$ 0,10 menor que no mesmo período do ano passado. A expectativa é que a bolsa dessa semana apresente reações de R$ no valor pago ao produtor, segundo a Associação de Suinocultores do Estado de Minas Gerais (ASEMG). No Paraná os preços também apresentaram queda. Em algumas regiões, o preço do quilo do suíno chegou a ser vendido a R$ 0,25 a menos em relação a semana anterior. Atualmente, os produtores paranaenses têm recebido cerca de R$ 2,30 pelo quilo do suíno vivo, conforme informou a Associação Paranaense de Suinocultores (APS)

Fonte: ABCS
Publicado em 15/3/2012

Setor de Indústrias Gráficas (SIG), Quadra 01 – Ed. Barão do Rio Branco, sala 118 | CEP: 70.610-410 | Brasília - DF
Telefone: (61) 3030-3200
Design: Conectando Pessoas