ABCS alerta MAPA sobre inflação nos preços dos grãos

ABCS alerta MAPA sobre inflação nos preços dos grãos

Mesmo com recuperação dos valores de venda dos suínos, suinocultores sofrem com o custo de produção


Mais um capítulo na crise da suinocultura brasileira. Dessa vez, o setor alertou o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) para a alta do milho e farelo de soja que tem inviabilizado a produção de suínos, principalmente nos estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul.  Na última terça-feira, 14, o presidente da Associação Brasileira dos Criadores de Suínos (ABCS), Marcelo Lopes, esteve reunido com o Secretário-Executivo do MAPA, José Carlos Vaz, em busca de medidas para conter os valores do grão.

Segundo o presidente, em alguns estados a saca de 60 kg de milho está sendo comercializada a 34 reais, valor 17% maior que o comercializado no mesmo período do ano passado e 88% mais caro que o preço praticado em 2010. “Isso confirma que a alta dos grãos está ascendente e não deve parar no curto prazo”, comentou o presidente e reforçou que o mesmo cenário se repete nos valores de venda do farelo de soja. “O preço do farelo já é encontrado a 1.400 reais a tonelada e, alguns analistas já preveem que o produto possa ultrapassar 1.700 reais por tonelada. No ano passado o produtor pagava entre 600 reais e 700 reais, dependendo da região. Não podemos sustentar esses preços nas granjas de suínos”.

Sobre a dificuldade, Carlos Vaz garantiu que o Secretário de Política Agrícola, Caio Rocha, deverá anunciar em breve uma política para o milho voltada ao setor de aves e suínos. “É como um PEP (Prêmio para Escoamento de Produto) ao ontrário: definimos o valor máximo de venda aos suinocultores e avicultores e a quantia ultrapassada será subsidiada pelo governo”, afirmou o secretário-executivo, destacando que mesmo que as exportações atinjam ao recorde de 14 milhões de toneladas, “o Brasil terá o maior estoque de passagem dos últimos tempos com cerca de 10 milhões de toneladas devido a grande safra desde ano, que deverá atingir mais de 70 milhões de toneladas”. Já para o mercado de farelo de soja, Carlos Vaz afirmou que a situação é mais crítica, mas que o MAPA realiza monitoramento diário dos embarques para exportação e se necessário o governo vai intervir com a recompra dos contratos de exportações para garantir o abastecimento interno.

Na oportunidade, o presidente agradeceu o apoio do MAPA nas medidas de socorro ao setor de suínos anunciadas na resolução nº 4.119 do dia 02 de agosto, mas levou ao conhecimento do Secretário que nos estados de Minas Gerais, Santa Catarina e no Distrito Federal as prorrogações de custeio e investimento ainda não estão sendo feitas automaticamente pelas agencias bancárias. “Estamos trabalhando para que todos os estados atendam a essa medidas, sem prejudicar ao produtor”, garantiu o Secretário, José Carlos Vaz.

 

Fonte: ABCS

Setor de Indústrias Gráficas (SIG), Quadra 01 – Ed. Barão do Rio Branco, sala 118 | CEP: 70.610-410 | Brasília - DF
Telefone: (61) 3030-3200
Design: Conectando Pessoas