ABCS e GPA abrem Semana Nacional da Carne Suína

ABCS e GPA abrem Semana Nacional da Carne Suína

Ministro da Agricultura, presente no encontro, ressaltou a importância da ação para a sustentação da cadeia de suínos

A abertura da Semana Nacional da Carne Suína, realizada na manhã de quarta-feira, 02, em São Paulo, comprovou uma vez mais a força e a coesão de todos os elos da suinocultura pelo objetivo comum de estimular o consumo do produto no mercado interno.

Com mais de 100 líderes do setor, entre presidentes e gestores de associações de criadores de suínos estaduais, líderes da cadeia e representantes das principais empresas de insumos do setor, a abertura contou também com a presença do Ministro da Agricultura, Antônio Andrade; o presidente da ABCS (Associação Brasileira dos Criadores de Suínos), Marcelo Lopes; o presidente do GPA, Enéas Pestana; o vice-presidente comercial do GPA, Paulo Gualtieri, o presidente da Comissão Parlamentar Mista da Suinocultura, Vilson Covatti e a gerente adjunta do Sebrae Nacional, Fátima Lamar.

Lopes abriu o evento com agradecimentos aos parceiros da ABCS no PNDS (Projeto Nacional de Desenvolvimento da Suinocultura) e detalhou como surgiu a ideia da Semana Nacional da Carne Suína no auge da crise do setor em 2012. “Durante o pior momento, o apoio que já recebíamos do Sebrae Nacional foi reforçado com o Ministério, a Abras e o Pão de Açúcar e iniciamos um intenso trabalho de capacitação para reposicionar a carne suína no mercado”, descreveu.

O presidente da associação nacional comentou ainda sobre a importância dessa ação para o consumidor final por meio da maior rede varejista do Brasil, o GPA, e a mobilização do todos os elos da suinocultura como as associações estaduais, empresa de insumos, produtores e frigoríficos para potencializar e perenizar resultados. “Nosso maior objetivo é levar a informação à população sobre a carne suína com a expectativa, em dentro de dois anos, em um aumento de pelo menos 3 kg per capita no consumo também”, destacou.

A Semana Nacional da Carne Suína, que continua até dia 16 de outubro, pretende contribuir para elevar o consumo per capita do produto para 18 kg até 2015, contra os atuais 15,6 kg, e assim contribuir para a sustentabilidade do setor que emprega 600 mil pessoas diretamente e mais de 1 milhão de trabalhadores no total. Desde quarta-feira, os consumidores finais de 16 estados encontrarão o produto em destaque e a preços promocionais em 507 lojas do Pão de Açúcar e do Extra.

Na opinião de Enéas Pestana, presidente do GPA, a Semana Nacional da Carne Suína, vai ao encontro com uma suinocultura mais estruturada. "A ABCS tem agido de em nome do crescimento da cadeia suinícola e o GPA, confiando neste trabalho, aposta no potencial da carne suína no varejo nacional. Estar próximo da cadeia produtiva é bom para o desenvolvimento do grupo e também do País", disse Pestana, que reforçou ainda o compromisso do GPA em apresentar a carne suína como um produto saudável, saboroso e de muita qualidade. "Até pouco tempo eu não sabia que o lombo suíno era a carne mais magra disponível no mercado atualmente. Se soubesse disso antes, certamente não teria me alimentado com outros tipos de carnes em algumas ocasiões", brincou o presidente do GPA. Segundo o diretor de perecíveis do GPA, Leonardo Miyao – também presente no encontro, a expectativa é alavancar as vendas do produto em 40% nas lojas Pão de Açúcar e Extra.

O Ministro da Agricultura, Antônio Andrade, iniciou seu discurso na abertura da Semana Nacional da Carne Suína dizendo-se “um ministro feliz”. O motivo, segundo ele, é o momento positivo em qual ele assumiu a pasta com “recorde de produção de grãos e as carnes em bom momento”.

O ministro ressaltou, no entanto, que é preciso muito trabalho para manter e ampliar este momento. “A prioridade do Mapa é modernizar o setor de armazenagem e incentivar o setor a investir. Eu não quero ver nunca mais aquela imagem de milho a céu aberto. Isso não pode acontecer", afirmou.

Segundo Andrade, esta questão também é fundamental para a suinocultura “que precisa baratear custos de produção, como a ração (milho)". Neste caso, o Ministério quer tratar junto ao Ministério da Fazenda para reduzir alíquotas para a indústria.

 

GPA e ABCS programam visita às lojas

 

Estrategicamente a ABCS planejou para o mesmo dia da abertura Oficial da Semana Nacional da Carne Suína uma visita às lojas do Pão de Açúcar e Extra com todos os participantes, entre líderes do setor, produtores, presidentes e gestores de associações estaduais e também do Sebrae, mídias setorizadas, além de representantes de empresas que fazem parte da cadeia de suínos.

“O objetivo foi apresentar a campanha nos estabelecimentos em primeira mão, e colocá-los em contato direto com os consumidores das lojas, para que sentissem a reação dos clientes ao se depararem com a gondola de suínos com dezenas de cortes disponíveis e preços promocionais. A intenção foi realmente mostrar que o nosso trabalho está mudando a forma de apresentação e ampliando o espaço da carne suína no maior grupo de varejo do país”, explicou a coordenadora nacional do PNDS, Lívia Machado.

Nas lojas do GPA, o grupo de representantes do setor teve contato com consumidores como a dona de casa Vera Bebiano. “Já consumo carne suína a cada 15 dias pelo menos, mas geralmente filé mignon. Para mim é uma novidade saber que existe mais de 40 tipos de cortes suínos. Vou fazer um strogonoff de carne suína hoje”, garantiu.

Para o produtor de suínos de São Paulo, Olinto Arruda, a Semana Nacional poderá mudar os rumos do consumo de carne suína no país. “O trabalho da ABCS é digno de aplausos. A mobilização, o trabalho de capacitação dos líderes de açougue e esse trabalho de incentivo nas lojas vão fazer a diferença no consumo de carne suína e trazer futura estabilidade para o setor”, comentou Olinto.

A arquiteta, Cassia Sepúlveda, também se declarou fã de carne suína. “Para mim, ela está entre a carne branca e a rosa. Como tenho anemia, chego a comer quatro vezes por semana. Sou suspeita para falar, pois gosto muito de carne suína!”, assumiu.

Para encerrar o dia de lançamento, o GPA promoveu na sede do Pão de Açúcar, no bairro Jardim Paulista, em São Paulo, a palestra de saudabilidade da carne suína proferida pelo Dr. Alfredo Halpern, livre-docente da USP e consultor do programa Bem Estar da Rede Globo. O foco da ação foi levar mais conhecimento sobre a proteína para clientes da rede Pão de Açúcar, com o objetivo de desmitificar conceitos sobre a carne e ainda promover informações sobre sua qualidade e importância para a saúde,

Durante a palestra, o médico endocrinologista apresentou dados sobre o consumo mundial do produto e contou quais são e como se formaram os mitos e preconceitos contra a carne suína. “Os mitos e preconceitos contra o produto tem origens religiosas e culturais, mas não correspondem às verdades científicas. Os países com maior índice de desenvolvimento e maior nível de informação são justamente os que consomem mais carne suína.”, introduziu.

Segundo Halpern, a maioria dos cortes suínos possui menos colesterol e menos gordura do que cortes de aves ou bovinos. “O lombo suíno, por exemplo, tem menos gordura e mais proteína que a coxa de frango ou o filé mignon bovino. Quanto a colesterol, menos que o mignon e até mesmo que o peito de frango sem pele”, comentou.

Setor de Indústrias Gráficas (SIG), Quadra 01 – Ed. Barão do Rio Branco, sala 118 | CEP: 70.610-410 | Brasília - DF
Telefone: (61) 3030-3200
Design: Conectando Pessoas