2ª Semana Nacional da Carne Suína é oficialmente lançada e leva produto a milhares consumidores em todo país

2ª Semana Nacional da Carne Suína é oficialmente lançada e leva produto a milhares consumidores em todo país

Campanha visa 30% de aumento durante a SNCS em setembro, mas prossegue até dezembro

A 2ª Semana Nacional da Carne Suína já está à frente de milhares de consumidores em todo o país. A campanha de promoção do produto, organizada em parceria pela Associação Brasileira dos Criadores de Suínos (ABCS), GPA e Sebrae Nacional, foi oficialmente lançada nessa  quarta-feira (03), em São Paulo, em um auditório repleto de autoridades, produtores, frigoríficos  e lideranças do setor para mais um sucesso de vendas e reposicionamento da carne suína no mercado nacional.

A maior vitrine da carne suína ocorre entre 3 e 17 de setembro em mais de 550 lojas das bandeiras Pão de Açúcar, Extra e Extra Hiper em 16 estados para apresentar uma variedade de cortes mais atraentes e adequados às famílias brasileiras. Além disso, o objetivo da ação, que mobiliza toda a suinocultura, é derrubar os preconceitos infundados contra o produto e ampliar o consumo em todo país.

O evento contou com a abertura do vice-presidente de Infraestrutura e Desenvolvimento Estratégico do GPA, Peter Estermann, que destacou o enorme potencial de crescimento do consumo de carne suína no Brasil e o “total interesse” da rede em participar desta iniciativa pelo segundo ano consecutivo.

"A carne suína é a mais consumida no mundo, mas o consumo no Brasil ainda não decolou. Por meio do trabalho desenvolvido em parceria com a ABCS e o Sebrae Nacional, poderemos apresentar novos cortes, novas embalagens e mais capacitação da nossa equipe de funcionários bem como sensibilização dos nossos clientes. Queremos ajudar a ABCS em atingir o consumo per capita de 18 quilos”, afirmou.

O presidente da ABCS, Marcelo Lopes, destacou que a 2ª Semana Nacional da Carne Suína é a realização de um sonho do setor e trata-se da maior ação em favor do consumo de carne suína no país. Ele agradeceu o GPA por sediar a campanha em suas mais de 500 lojas e o Sebrae Nacional pelo aporte financeiro para todo o trabalho, além do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), da Associação Brasileira de Supermercados (ABRAS) e da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) pelo apoio.

"A consagração de um sonho, conquistado através de muito trabalho, pelo segundo ano consecutivo. É uma vitória para nosso setor. É um trabalho iniciado em 2005 que hoje conta com a maior rede varejista do País para fomentar o consumo de uma proteína de qualidade excepcional. Estar na maior rede de varejo da América Latina não é pouca coisa", iniciou Lopes.

Além disso, ele também lembrou da mobilização para a criação de um fundo que possibilitará o desenvolvimento de inúmeras ações em prol da suinocultura, desde o marketing e o reposicionamento do produto no Brasil e no exterior até a capacitação de todos os elos bem como a representação política.

“Fomos convidados a apresentar o case da ABCS e de nossas ações junto a varejo brasileiro nos Estados Unidos, para a associação dos produtores americanos. Chamamos a atenção por este excelente trabalho que o setor está desenvolvendo com um orçamento 100 vezes menor do que eles possuem. Hoje é um dia de festa, mas devemos pensar no que faremos nos próximos anos pelo setor”, alertou.

O discurso do presidente da ABCS foi seguido pelas palavras do superintendente do Mapa no Estado de São Paulo, Francisco Sérgio Jardim, que representava o ministro da Agricultura, Neri Geller. Jardim elogiou a parceria entre a suinocultura brasileira e o GPA como exemplo a ser seguido e também relembrou o apoio do Mapa e outros avanços conquistados pelo setor nos últimos anos. "A suinocultura brasileira demonstra como um setor organizado pode avançar. Nós, do Ministério, apoiamos este tipo de iniciativa e desejamos todo o sucesso", destacou.

O presidente da ABRAS, Fernando Yamada, também discursou para reafirmar o apoio da associação de supermercados à Semana Nacional da Carne Suína e os esforços do GPA e da ABCS para oferecer um produto tão qualificado como a carne suína aos consumidores. "É um trabalho muito bem feito e interessante. Desejamos novo sucesso", pontuou.

Principal apoiador do PNDS Sustentabilidade desde 2010, o Sebrae Nacional foi representado pelo gerente de agronegócio, Ênio Queijada, que destacou o objetivo do serviço nacional em apoiar ações como as desenvolvidas pela ABCS.  Segundo ele, o trabalho de capacitação e sensibilização de todos os elos da suinocultura, desde insumos até o consumidor final, já mostra resultados.

"Qualificar todo o setor é um desafio amplo que a ABCS, por meio do PNDS, vem executando com êxito. Vemos isso no setor, com dezenas de produtores e frigoríficos preparados para atender a demanda atual e, também, vemos isso nos mercados, com os consumidores finais. Os consumidores buscam a carne suína e, inclusive, a defendem sobre sua qualidade e saudabilidade. Isso significa sustentabilidade para os produtores em todo o país", relacionou.

O representante da ABPA, Rui Vargas, reconheceu os trabalhos da ABCS para promover o produto e ressaltou o apoio da associação de exportadores às ações que beneficiam toda a cadeia produtiva. "Estamos acostumados a enfrentar desafios, e novos virão. A ABPA sempre será parceira e apoia ações como a 2° Semana Nacional da Carne Suína. Atualmente, de 80% a 85% da produção é consumida no mercado interno", disse.

Diante do auditório a ABCS homenageou e agradeceu a equipe GPA pelo empenho para que a campanha fosse implementada em sua 2ª edição repleta de inovações que, certamente, vão ampliar a venda de carne suína no país.

“Trabalhamos muito para que a campanha fosse redesenhada com ineditismo e  trouxéssemos  de forma totalmente diferenciada essa segunda edição da nossa ação. A equipe GPA se engajou nesse projeto e, junto à equipe ABCS, não mediu esforços para que esse momento chegasse. Destaco ainda o envolvimento dos gestores das entidades afiliadas à ABCS e parceiros das empresas que também divulgam a nossa campanha, é um esforço coletivo gerado da união da cadeia”, reforça a coordenadora da ação através do projeto nacional de desenvolvimento da suinocultura, Lívia Machado.

A campanha nas lojas do GPA

Em seguida, o gerente comercial do GPA, David Buarque, teve a palavra para descrever como ocorreu a preparação e os detalhes sobre a 2ª Semana Nacional da Carne Suína acontece nas lojas em todo o Brasil. “Diante do sucesso do ano passado, inovamos e ampliamos todas as ações. Assim, além do período de 3 a 17 de setembro, ampliamos a campanha de promoção em loja até o início do ano que vem. O objetivo é que a carne suína tenha maior consumo sempre e não apenas nos períodos da Semana”, introduziu.

Segundo ele, a preparação para a segunda contou com mais de 105 ações que atualizou a capacitação de mais de 4 mil profissionais e impactou cerca de 1.500 consumidores, entre os meses de março e agosto. “Além do treinamento intenso da equipe e palestras sobre a evolução da proteína e saudabilidade, criamos uma nova identidade visual e outras ações para ressaltar o evento Entre as novidades, estão a circulação da campanha em vários veículos de comunicação, entre elas TV e sites de culinários”, destacou.

Ele explicou que a nova identidade visual estará em todo o material informativo (folders, folhetos, banners, vídeos) e na decoração das lojas, bem como o produto terá maior espaço nas gôndolas, mais variedade de cortes e equipe treinada para atender o consumidor. “A carne suína brasileira poderá mostrar todo seu sabor, qualidade e praticidade a centenas de milhares de consumidores finais em todo Brasil”, explicou.

Para 2014, a meta é incrementar em 30% as vendas durante o período da SNCS. No entanto, Buarque salienta que uma atenção especial para a venda e consumo desta proteína já vem sendo feita desde agosto e se estenderá até dezembro. "Em 93% dos lares brasileiros temos a aceitação da carne bovina. Em 90%, aceitam a carne de frango. No entanto, apenas 55% mostram aceitação a carne suína. Queremos reverter esse quadro", concluiu.

Clique aqui e veja como estão as lojas e a campanha no Brasil

Drauzio Varella

O evento ainda contou com a palestra “Qual a dieta ideal?” do Dr. Drauzio Varella, médico famoso por seus quadros sobre saúde no programa Fantástico da Rede Globo, que falou sobre os mitos em relação ao consumo de carne, entre elas a suína. O Dr. Drauzio explicou que a origem destas crenças infundadas de que o consumo de carne é prejudicial à saúde datam da década de 1970.

O médico, que se declarou um consumidor da carne suína, detalhou que atualmente a ciência já reviu este entendimento por meio de milhares de estudos. "Criou-se quase um dogma de que a carne eleva o colesterol e ele seria responsável pelos problemas cardíacos. Isso é um mito. Por conta desse tipo de informação, as pessoas substituíram a carne por excesso de carboidratos. Formou-se uma geração de obesos. Na verdade, o único tipo de gordura que faz mal é a trans que não está nas carnes", introduziu.

O famoso médico explicou que a alimentação é um dos fatores mais importantes para cuidar da saúde, mas não o único. “As pessoas devem comer comida de verdade, aquilo que seus avós comiam. A carne está incluída nisso”, explicou.

Fonte: ABCS
Publicado em 08/09/2014

Setor de Indústrias Gráficas (SIG), Quadra 01 – Ed. Barão do Rio Branco, sala 118 | CEP: 70.610-410 | Brasília - DF
Telefone: (61) 3030-3200
Design: Conectando Pessoas