ASES assina termo de adesão ao FNDS

ASES assina termo de adesão ao FNDS

Com produtores capixabas, FNDS representa mais de 240 mil matrizes

O FNDS (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Suinocultura) avançou para mais um estado, o Espírito Santo. A Associação de Suinocultores do Espírito Santo (ASES) oficializou sua participação na última quinta-feira, dia 11, e levou o FNDS a contar com cerca de 240 mil matrizes em seis meses desde sua criação.

O termo foi assinado pelo presidente da ASES, José Puppin, e pelo presidente da Associação Brasileira dos Criadores de Suínos (ABCS), Marcelo Lopes, durante o Fórum de Bem-Estar na Suinocultura, realizado na 3 ª Feira de Avicultura e Suinocultura Capixaba (Favesu), em Nova do Imigrante (ES). A participação da entidade agregará 6 mil matrizes ao FNDS.

De acordo com o diretor executivo da ASES, Nélio Hand, a entidade planeja aderir com 100% do plantel até o final deste ano. “Já temos um fundo estadual para apoiar as ações desenvolvidas no estado e o apoio ao FNDS já era esperado pois os produtores capixabas estão acostumados a contribuir para as atividades de divulgação da carne suína”, comentou.

Desde sua criação em dezembro de 2014, o FNDS já conquistou o apoio da Assuvap/Coosuiponte, Astap/Suinco, de produtores do estado de São Paulo, da Associação dos Suinocultores de Minas Gerais (ASEMG), suinocultores de Santa Catarina, da DFSuin e, agora, da ASES.

Segundo o presidente da ABCS, Marcelo Lopes, um setor que busca ser forte precisa, necessariamente, ter uma associação de classe estruturada para enfrentar os desafios e aproveitar as oportunidades em áreas como a representação política, o marketing do produto e a formação dos integrantes da cadeia.

“A suinocultura brasileira não pode andar para trás depois dos avanços dos últimos anos em diversos campos nos quais, já experimentamos resultados positivos. Temos muitos desafios e oportunidades e o progresso no futuro será proporcional ao apoio e a força da associação nacional. Todos os produtores independentes e integrados serão convocados a participar, precisamos chegar a 700 mil matrizes e assim garantir o futuro da atividade”, resume Lopes.

Fonte: ABCS
Publicado em 17/06/2015

 

Setor de Indústrias Gráficas (SIG), Quadra 01 – Ed. Barão do Rio Branco, sala 118 | CEP: 70.610-410 | Brasília - DF
Telefone: (61) 3030-3200
Design: Conectando Pessoas