APCS confirma a participação no FNDS com mais de 70% das matrizes

APCS confirma a participação no FNDS com mais de 70% das matrizes

Juntos, o Consórcio Suíno Paulista e a entidade estadual representam 60 mil matrizes

Mais um importante grupo de produtores aderiu ao Fundo Nacional de Desenvolvimento da Suinocultura (FNDS). A conquista surgiu após reunião realizada, nessa segunda-feira (24), entre o presidente da Associação Brasileira dos Criadores de Suínos (ABCS), Marcelo Lopes, e associados do Consórcio Suíno Paulista (CSP) e da Associação Paulista de Criadores de Suínos (APCS).

Segundo o presidente da APCS, Valdomiro Ferreira, inicialmente, 30 mil matrizes contribuirão com o Fundo, o que implicará em um benefício de R$ 72 mil. “A partir disso, pretendemos atingir as metas apresentadas pela ABCS, de modo que o Fundo possa ter a participação de produtores, indústria e frigoríficos. Juntos, esses três elos, fortalecem a cadeia, principalmente, o mercado interno, viabilizando o nosso segmento”.

Ainda de acordo com Ferreira, o objetivo é que em um curto prazo de tempo 100% das matrizes passem a colaborar com o FNDS. “Nós temos como filosofia o trabalho em grupo. Por isso, logo que apresentada e acordada entre nossos associados, a proposta do FNDS foi aceita por todos”, destacou.

Para Marcelo Lopes, a adesão e o apoio do estado de São Paulo, através da APCS é mais uma conquista para o setor. “A partir de agora, temos o maior estado consumidor do país se mobilizando em favor do FNDS, por entender a importância e o desafio de incrementar recursos e potencializar um projeto que foque no aumento de consumo do mercado interno.  Vamos continuar trabalhando junto a APCS para agregarmos, em breve, todo o grupo a este Fundo”, reforça o presidente da ABCS.

A produtora Sandra Brunelli afirma que a categoria entende que a única forma de sobreviver em um mercado tão competitivo e ainda com tantos desafios, seja a união. “Assim, as expectativas quando ao Fundo são as melhores possíveis. Sabemos que temos um grande trabalho pela frente, mas juntos com certeza estamos trilhando um caminho em busca do bem de todos. Queremos a partir de agora ampliar o número de ações em nosso estado”.

Em termos comerciais, Pedro Gabone, proprietário do Frigorífico Santa Rosa, acredita que o marketing em torno da carne suína é dos pontos principais do FNDS. “O Fundo propõe a assessoria tanto das granjas como dos frigoríficos e, no atual momento econômico do país, esse trabalho torna-se uma grande oportunidade para aumentar o consumo da carne no mercado interno”.

Criado em dezembro de 2014, o FNDS é uma iniciativa da ABCS que busca tornar as ações realizadas por meio do Projeto Nacional de Desenvolvimento da Suinocultura (PNDS) autossustentáveis. Até 2017, a ABCS pretende alcançar a marca de 800 mil matrizes. A assinatura do termo de adesão da APCS/CPS, acontece no próximo dia 10 de setembro, durante o Encontro das Empresas Amigas, em São Paulo.

 

Fonte: ABCS

Publicado em 26/08/2015

Setor de Indústrias Gráficas (SIG), Quadra 01 – Ed. Barão do Rio Branco, sala 118 | CEP: 70.610-410 | Brasília - DF
Telefone: (61) 3030-3200
Design: Conectando Pessoas