Fórum de Baixa Emissão de Carbono chega a Santa Catarina

Fórum de Baixa Emissão de Carbono chega a Santa Catarina

Concórdia será a sede do evento, que acontece no dia 17 de março

 

O Fórum sobre Suinocultura de Baixa Emissão de Carbono chega ao estado de Santa Catarina no próximo dia 17 de março. O evento acontece em Concórdia, reunindo a cadeia suinícola do estado em torno do tratamento de dejetos na suinocultura. A ação é do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e realizada por meio da Associação Brasileira dos Criadores de Suínos (ABCS), com apoio do Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA), da Embrapa Suínos e Aves, e do Sebrae.

Com o objetivo de atender as propostas do Plano de Agricultura de Baixa Emissão de Carbono (Plano ABC), foi elaborado o Projeto Suinocultura de Baixa Emissão de Carbono, que vem sendo executado desde 2015 numa parceria entre Mapa, IICA, Embrapa e ABCS. Com isso, foram realizadas pesquisas ao longo de um ano para avaliar e disseminar alternativas economicamente viáveis para o tratamento de dejetos oriundos da produção suinícola. O resultado desses estudos é apresentado no Fórum sobre Suinocultura de Baixa Emissão de Carbono, que também atende aos interesses do Protocolo de Intenções celebrado entre o setor suinícola e o Mapa, desde 2014.

Concórdia, localizada no Oeste catarinense, a 459 Km de Florianópolis, será a quarta cidade a receber o evento, que também já passou pelos estados de Minas Gerais e Paraná. O município tem sua economia baseada na suinocultura, onde há mais de 400 mil animais criados em granjas. “Em 2015 reunimos mais de 200 pessoas nos dois primeiros Fóruns realizados em Marechal Cândido Rondon e Belo Horizonte. Esse ano, além de Concórdia, já estão programados outros dois eventos nos municípios de Rio Verde-GO, no dia 03 de março, e em Lucas do Rio Verde-MT, no dia 01 de abril. A ideia é que a ação sensibilize cerca de dois mil participantes até o final de 2016”, conta Marcelo Lopes, presidente da ABCS.

Durante a programação do Fórum, os participantes terão mais informações acerca do Plano ABC e o Projeto Suinocultura de Baixa Emissão de Carbono; tecnologias de produção mais limpa; geração de renda a partir dos dejetos; viabilidade econômica para tecnologias de baixa emissão de carbono; e oportunidades de financiamento.

Sidney Medeiros, fiscal federal agropecuário do Mapa, explica que meta do Plano é tratar 4,4 milhões de metros cúbicos de dejetos animais até 2020. “Uma das ações voltadas para o cumprimento desta meta é o Projeto Suinocultura de Baixa Emissão de Carbono, por meio do qual foram levantados diversos sistemas de tratamento de dejetos na suinocultura, como compostagem e biodigestão. Dessa forma, os modelos viáveis vêm sendo difundidos por meio de fóruns, a exemplo do que ocorrerá em Concórdia”, explica.

Ainda de acordo com o fiscal, uma das conclusões do Projeto é que os efluentes gerados na suinocultura devem ser encarados não como um problema, mas como uma nova opção de renda nas propriedades rurais. “Assim, por meio da difusão das vantagens econômicas do tratamento de dejetos nos principais polos de produção de suínos no Brasil, espera-se uma maior adesão de produtores a essa tecnologia, contribuindo assim para a redução da emissão de gases causadores de efeito estufa”, completa Medeiros.

O Fórum de Baixa Emissão de Carbono é gratuito e, em Concórdia, acontece a partir das 14h, na sede da Embrapa Suínos e Aves, localizada na BR 153, Km 110.

 

Fonte: ABCS

Publicado em: 23/02/2016

Setor de Indústrias Gráficas (SIG), Quadra 01 – Ed. Barão do Rio Branco, sala 118 | CEP: 70.610-410 | Brasília - DF
Telefone: (61) 3030-3200
Design: Conectando Pessoas