Fórum de Baixa Emissão de Carbono reúne mais de 130 participantes no Goiás

Fórum de Baixa Emissão de Carbono reúne mais de 130 participantes no Goiás

Rio Verde foi a sede do evento, que contou com a participação de produtores, estudantes e demais profissionais da área

 

O 3ª Fórum Sobre Suinocultura de Baixa Emissão de Carbono realizado nesta quinta-feira (03), em Rio Verde-GO, foi sucesso de público. A ação promovida pelo Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa) e realizada pela Associação Brasileira dos Criadores de Suínos (ABCS), em parceria da Associação dos Granjeiros Integrados do Estado do Goiás (Agigo), a Associação Goiana de Suinocultores (AGS) e a Associação Goiana dos Integrados Produtores de Aves, Ovos e Suínos (Aginterp), reuniu mais de 130 participantes, entre produtores, consultores, estudantes e demais profissionais da área.

Com foco na sustentabilidade da suinocultura, o Fórum informou sobre tratamento de dejetos, reaproveitamento de água, compostagem e cogeração de energia elétrica para beneficiar o produtor. A ação faz parte do Projeto Suinocultura de Baixa Emissão de Carbono e atende ao Plano de Agricultura de Baixa Emissão de Carbono (Plano ABC), bem como ao Protocolo de Intenções celebrado entre o setor suinícola e o Mapa, desde 2014.

Na avaliação do diretor executivo da ABCS, Nilo de Sá, o Fórum realizado em Rio Verde superou as expectativas, porque contou com a participação de importantes produtores de suínos e aves da região, tanto do sistema integrado como os independentes. “A sustentabilidade ambiental é um assunto que ganha ênfase na discussão da cadeia produtora de proteína, uma vez que com as margens de lucro cada vez mais baixas os produtores precisam buscar alternativas para gerar mais renda na propriedade. Além disso, em alguns casos, a questão ambiental pode ser um limitante à continuidade do processo produtivo. Assim, o evento mostrou alternativas de se produzir de forma mais limpa e eficiente, bem como opções de gerar renda com subprodutos da atividade”, destacou.

Durante a programação do Fórum, os participantes assistiram palestras sobre o Plano ABC e o Projeto Suinocultura de Baixa Emissão de Carbono; tecnologias de produção mais limpa; geração de renda a partir dos dejetos; viabilidade econômica para tecnologias de baixa emissão de carbono; e oportunidades de financiamento.

O Consultor do Mapa, Cleandro Pazinato, comentou a importância da realização do evento em Rio Verde e região. “O estado do Goiás tem uma suinocultura nova, com perfil de empreendedor arrojado e que adota tecnologias de ótimas qualidades e com bastante rapidez. Dessa forma, o estado não poderia ficar de fora de um fórum tão importante como esse. Queremos deixar claro para o produtor algumas alternativas que são importantes para validar novos investimentos e mostrar novos caminhos para uma suinocultura mais sustentável”.

Iuri Pinheiro, diretor técnico da Agigo, também falou da relevância do evento para os produtores do Goiás. “O tratamento dos dejetos na suinocultura é relevante tanto do ponto de vista ambiental, quanto do econômico. Em Rio Verde grande parte das granjas já contam com biodigestores e algumas delas também possuem geradores de biogás, entretanto, ainda há desafios tanto na tecnologia de geração de energia a partir do biogás, como na facilidade de se buscar linhas de crédito. Por isso, a importância da realização deste Fórum”.

Para o suinocultor Areno Eduardo Martins, o Fórum é de suma importância para a cadeia suinícola. "Sou criador de suínos desde de 2000. Atualmente, nossas granjas possuem biodigestores com geração de energia, mas ainda sentimos que faltam cursos e mais conhecimento para trabalhar de diferentes maneiras a questão dos dejetos, por isso, este Fórum é necessário para os produtores do estado", diz.

O Fórum Sobre Suinocultura de Baixa Emissão de Carbono é gratuito e também conta o apoio do Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA), da Embrapa Suínos e Aves, do Sebrae Nacional, e do Branco do Brasil. Em 2016, outras duas cidades já têm data marcada para receber o evento, no dia 17 de março a ação será realizada em Concórdia-SC, e em Lucas do Rio Verde, acontece no dia 01 de abril.

 

Renovação do FNDS

Durante o evento, a Agigo renovou a sua adesão ao Fundo Nacional de Desenvolvimento da Suinocultura (FNDS). A entidade participa da iniciativa desde 2015, com mais de 57 mil matrizes, e é uma das parceiras da ABCS na promoção da carne suína e na realização de ações que tornem a cadeia autossustentável.

Marcelo Cunha, presidente da Agigo, afirma que a parceria com a ABCS e o FNDS tem trazido resultados positivos para a associação. “Tivemos uma grata surpresa em saber da força da ABCS e do FNDS para trazer mais tranquilidade e conforto nas nossas negociações. Estamos felizes em poder participar dessa iniciativa, que agora renovaremos por mais um ano com a certeza de que será uma parceria duradoura”, disse.

 

 

 

Fonte: ABCS
Publicado em 04/03/2016

Setor de Indústrias Gráficas (SIG), Quadra 01 – Ed. Barão do Rio Branco, sala 118 | CEP: 70.610-410 | Brasília - DF
Telefone: (61) 3030-3200
Design: Conectando Pessoas