Governo concede ex-tarifário para novos equipamentos de produção

Governo concede ex-tarifário para novos equipamentos de produção

Medida adotada pela Camex incentiva cadeia produtiva de suínos do país

 

A cadeia suinícola brasileira acaba de conquistar a inclusão de novos equipamentos na taxa do ex-tarifário, destinado à aquisição de bens de capital para o quais não exista produto nacional equivalente. Conforme publicação do Conselho de Ministros da Câmara de Comércio Exterior (Camex) desta quarta-feira (20), seis equipamentos para frigoríficos de suínos e um comedouro automático para testes de desempenho – muito utilizado para melhoramento genético -  tiveram alíquota de importação alterada de 14% para 2% até dezembro de 2017.

Para a Associação Brasileira dos Criadores de Suínos (ABCS), a medida incentiva o setor produtivo do país a buscar tecnologias mais avançadas para melhorar os processos nas granjas e nos frigoríficos, visando a redução de custos e o aumento da competitividade.

De acordo com Nilo de Sá, diretor executivo da ABCS, é muito importante que a cadeia busque se atualizar tecnologicamente para prosperar. “As margens de lucro são cada vez menores na nossa atividade. Assim, toda redução de tarifa para importação de máquinas e equipamentos é bastante positiva, possibilitando essa modernização a um menor custo”, diz.

Somente em 2016, nove equipamentos utilizados pela cadeia produtiva de suínos foram inclusos na taxa do ex-tarifário. Em março e junho, a Camex já havia concedido o benefício para a importação de máquinas para distribuição de ração e placas térmicas para maternidade de suínos. À época, a medida atendeu ao pleito da ABCS de incentivo ao investimento em novas tecnologias e bem-estar animal.

Os benefícios surgem em um momento delicado para a cadeia produtiva do país, em que os produtores enfrentam os altos custos de produção. Nesse contexto, a adoção de políticas que incentivem a produção tem sido uma das principais frentes de trabalho das entidades ligadas ao setor.

Para Rubens Valentini, produtor de suínos do Distrito Federal, é louvável a iniciativa do governo de aceitar os pleitos de estímulo ao setor produtivo. “Todo o setor tem seguido um processo de desenvolvimento tecnológico, que infelizmente não tem sido acompanhado pela indústria. Portanto, são extremamente benéficos esses ex-tarifários, porque mostram para a indústria o tamanho da nossa cadeia e o seu potencial de crescimento”, avalia.

 

Fonte: ABCS
Publicado em 22/06/2016

Setor de Indústrias Gráficas (SIG), Quadra 01 – Ed. Barão do Rio Branco, sala 118 | CEP: 70.610-410 | Brasília - DF
Telefone: (61) 3030-3200
Design: Conectando Pessoas