Mato Grosso do Sul recebe Fórum de Baixa Emissão de Carbono

Mato Grosso do Sul recebe Fórum de Baixa Emissão de Carbono

Evento acontece no dia 16 de setembro em Dourados

O Fórum sobre Suinocultura de Baixa Emissão de Carbono chega no próximo dia 16 de setembro ao município de Dourados, no Mato Grosso do Sul.  O evento, que tem o objetivo de levar informações e inovações tecnológicas sobre o tratamento de dejetos na suinocultura, é uma realização da Associação Brasileira dos Criadores de Suínos (ABCS) e do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Voltada para produtores de suínos, gerentes de granja, chefes de setor, técnicos, acadêmicos e agentes financiadores, a ação faz parte Projeto Suinocultura de Baixa Emissão de Carbono e atende as propostas do Plano de Agricultura de Baixa Emissão de Carbono (Plano ABC), bem como do Protocolo de Intenções celebrado entre o setor suinícola e o Mapa, em 2014.

Nilo de Sá, diretor executivo da ABCS, comenta a importância da realização do evento no atual cenário econômico do setor. “O Fórum surge justamente no momento em que o setor enfrenta os altos custos de produção, encadeados pela alta do milho. Por isso se apresenta como uma boa opção para ampliar os conhecimentos e se informar sobre as novas tecnologias e medidas disponíveis, que podem auxiliar numa produção mais eficiente e rentável”, afirma.

Na programação do evento serão apresentadas palestras sobre o Plano ABC e o Projeto Suinocultura de Baixa Emissão de Carbono; tecnologias de produção mais limpa; viabilidade econômica e geração de renda a partir de tecnologias de baixa emissão de carbono; aproveitamento energético do biogás; e oportunidades de financiamento e linhas de crédito. O conteúdo é resultado de pesquisas realizadas ao longo de um ano, pelas entidades envolvidas no projeto, para avaliar e disseminar alternativas economicamente viáveis para o tratamento de dejetos oriundos da produção suinícola.

Segundo Sidney Medeiros, que é fiscal federal agropecuário do Mapa e um dos palestrantes do Fórum, a meta do Plano é tratar 4,4 milhões de metros cúbicos de dejetos animais até 2020. “Por meio do conteúdo apresentado no Fórum, podemos comprovar que os efluentes gerados na suinocultura não são um problema, mas uma nova opção de renda nas propriedades rurais. Nosso objetivo é cooperar para que o maior número possível de produtores adote essas tecnologias e assim também possam contribuir para a redução da emissão de gases causadores de efeito estufa”, afirma Medeiros.

O Fórum sobre Suinocultura de Baixa Emissão de Carbono é gratuito e, em Dourados, acontece a partir das 13h30, no Auditório do Sindicato Rural de Dourados, localizado Parque de Exposições. O evento também conta com o apoio da Associação Sul Matogrossense de Suinocultores (Asumas), Associação dos Suinocultores de Glória de Dourados e Região (Assugloria), Associação dos Suinocultores de Glória de Dourados e Região (Assuitá), Associação dos Produtores de Leitões do Mato Grosso do Sul (APLMS), Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA), Embrapa Suínos e Aves, Sebrae Nacional, e Banco do Brasil.

 

 

 

Fonte: ABCS
Publicado em 08/0
9/2016

Setor de Indústrias Gráficas (SIG), Quadra 01 – Ed. Barão do Rio Branco, sala 118 | CEP: 70.610-410 | Brasília - DF
Telefone: (61) 3030-3200
Design: Conectando Pessoas