Mapeamento da Suinocultura Brasileira será lançado em novembro

Mapeamento da Suinocultura Brasileira será lançado em novembro

Projeto encabeçado pela ABCS traz uma radiografia do setor suinícola do país e será uma importante ferramenta para pleitos da cadeia

 

No dia 29 de novembro a suinocultura brasileira vai ganhar o seu cartão de visitas. Em um evento que reunirá toda a cadeia produtiva de suínos em São Paulo, a Associação Brasileira dos Criadores de Suínos (ABCS), por meio do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Suinocultura (FNDS) e em parceria com o Sebrae Nacional, lançará a publicação inédita “Mapeamento da Suinocultura Brasileira”. O material, resultado de um trabalho de cinco meses, apresenta uma radiografia do setor suinícola, trazendo um entendimento maior deste negócio, as variáveis que o impactam, suas tendências e desafios.

O projeto contou ainda com o apoio da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), do Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Saúde Animal (Sindan) e do Sindicato Nacional da Indústria de Alimentação Animal (Sindirações). Também colaborou com o levantamento de dados a Associação Brasileira das Empresas de Genética de Suínos (Abegs).

Para a elaboração do projeto a ABCS contratou a Markestrat – empresa referência em projetos e pesquisa na área de agronegócios – que com uma equipe de cinco profissionais, entre mestres e doutores, coletou informações de todos os polos produtores e se reuniu com suinocultores e profissionais do setor para conhecer a realidade de cada local. O livro, que será disponibilizado nas versões português e inglês, conta com os dados quantitativos e qualitativos da atividade, tamanho e distribuição dos planteis por região, modelos de negócio, empregos gerados, quantidade de impostos arrecadados, bem como o Produto Interno Bruto (PIB) gerado pela suinocultura na economia do país.

Marcelo Lopes, presidente da ABCS, acredita que o mapeamento trará subsídios para que as entidades possam pleitear políticas públicas de auxílio para que o setor continue crescendo. “Esse é um trabalho muito importante para o setor conhecer efetivamente as suas dimensões, como o número de produtores e pessoas envolvidas no negócio, quanto de renda é gerado. Outra grande utilidade desses dados é para que as entidades possam pleitear políticas públicas junto ao executivo e ao legislativo, pois com os números que representam a realidade da cadeia podemos afirmar o potencial da suinocultura e defender com bastante segurança as nossas principais demandas”, disse.

Segundo Marcos Fava Neves, que é pesquisador e professor da Universidade de São Paulo (USP) e coordenou a equipe da Markestrat responsável pelo mapeamento, o profissionalismo dos produtores facilitou o levantamento de dados de campo e, mesmo com as limitações, todos fizeram o máximo para o bom resultado final do trabalho. “O esforço de mapear e quantificar uma cadeia é altamente relevante, pois ao consolidar informações que muitas vezes estão dispersas nos diferentes elos, mostra-se a importância do setor como promotor do desenvolvimento no país”, destacou.

Augusto Togni, gerente da Unidade de Atendimento Setorial Agronegócios do Sebrae Nacional, destacou a importância do mapeamento para a continuidade das ações de apoio ao setor. “Apoiamos mais essa ação do projeto INNOVASUI porque acreditamos que a elaboração desse material será fundamental para que nós do Sebrae Nacional, e também outros parceiros que atuam para o desenvolvimento de toda a cadeia suinícola, passem a ter um documento referencial que vai apresentar dados quantitativos para fortalecer os mecanismos de fomento e o direcionamento de políticas públicas que corroborem para o desenvolvimento da atividade e a conquista de novos mercados. ”

O lançamento do Mapeamento da Suinocultura acontece a partir das 8h30, no Golden Tulip Park Plaza, em São Paulo. Além da apresentação do material, o evento contará também a apresentação da palestra “Tendências e Perspectivas para o Agronegócio Brasileiro”, que será ministrada por Marcos Fava Neves.

Confira a programação completa abaixo:

Setor de Indústrias Gráficas (SIG), Quadra 01 – Ed. Barão do Rio Branco, sala 118 | CEP: 70.610-410 | Brasília - DF
Telefone: (61) 3030-3200
Design: Conectando Pessoas