Mapeamento da Suinocultura Brasileira é destaque na imprensa nacional

Mapeamento da Suinocultura Brasileira é destaque na imprensa nacional

Manchetes com os números da cadeia suinícola foram divulgados pela mídia gerando maior visibilidade ao setor

Na última terça-feira (29), em São Paulo, o inédito Mapeamento da Suinocultura Brasileira, produzido pela Associação Brasileira dos Criadores de Suínos (ABCS), com apoio do Sebrae Nacional e em parceria com a Markestrat, empresa especializada em estudos de segmentos agroindustriais, foi destaque em diversas manchetes da imprensa nacional. Divulgados em veículos de grande porte, como Globo Rural e Valor Econômico, e mídia especializada do agronegócio, os números do estudo reforçaram a importância da cadeia suinícola no Brasil.

 

Como destaque o portal Globo Rural trouxe os R$ 150 bilhões que toda a cadeia produtiva da suinocultura brasileira gera. “Intitulado Mapeamento da Suinocultura Brasileira, constatou ainda que o setor gera 126 mil empregos diretos, tem um plantel reprodutivo de 1,7 milhão de matrizes e abate 39,3 milhões de animais. Para 2016, está prevista a produção de 3,8 milhões de toneladas de carne, um incremento de 14% em relação há apenas 5 anos atrás”, publicou o site, que tem mais de 260 mil visitantes por mês.


Já o jornal Valor Econômico, um dos principais veículos de economia do país, com mais de 160 mil leitores, destacou os principais faturamentos da suinocultura. “A maior parte do montante se dá pelo processamento da proteína pela comercialização. De acordo com dados do estudo o valor estimado ‘depois da granja’ foi de 117,7 bilhões em 2015, quase 80% do total”, explicou o jornal.


Para o presidente da ABCS, Marcelo Lopes, a divulgação dos dados levantados pelo mapeamento em veículos de renome nacional reforça e evidencia a importância do estudo. “O Brasil está passando por uma recessão, mas suinocultura continua a crescer com expectativa de atingir 3,85 milhões de toneladas em 2016. Esta pesquisa registra a força da cadeia e o seu potencial. A divulgação dos dados da suinocultura em veículos de comunicação é um resultado muito positivo, pois proporciona maior visibilidade à cadeia”, disse Lopes.


As pautas da imprensa setorial também tiveram como referência o Mapeamento da Suinocultura. Os veículos PorkWorld, Notícias Agrícolas, Agrolink, Sociedade Nacional de Agricultura, Suinocultura IndustrialFeed & FoodO Presente Rural e Terra Viva foram algumas das mídias do agronegócio que registraram esse grande dia para a produção suinícola brasileira. Para acessar o conteúdo, basta clicar em cima do veículo correspondente.


Mapeamento da Suinocultura Brasileira


Com objetivo de fortalecer ainda mais a cadeia e mostrar a representatividade do setor na economia nacional, o Mapeamento da Suinocultura Brasileira apresenta dados atualizados de plantel, volume produzido, bem como os sistemas e modelos de produção de Norte a Sul do país.


Inédito, o mapeamento teve como base entrevistas com suinocultores, especialistas em produção, associações de classe e frigoríficos. Segundo os dados levantados, a suinocultura brasileira registrou em 2015, o Produto Interno Bruto (PIB) de R$ 62,57 bilhões e gera 126 mil empregos diretos e mais de 900 mil indiretos. Além disso, o país registrou um plantel reprodutivo de mais de 1,7 milhão de matrizes tecnificadas; o abate de 39,3 milhões de animais e uma movimentação de R$ 149,86 bilhões em toda a cadeia produtiva. De acordo com o sistema de produção, a suinocultura independente representa 38% da atividade, cooperativas 23% e integração 39%.


Para desenvolver esse trabalho, a ABCS contou ainda com o apoio da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), Sindicato Nacional da Indústria de Alimentação Animal (Sindirações) e Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Saúde Animal (Sindan).

 

Fonte: ABCS

Publicado em 02/12/2016

Setor de Indústrias Gráficas (SIG), Quadra 01 – Ed. Barão do Rio Branco, sala 118 | CEP: 70.610-410 | Brasília - DF
Telefone: (61) 3030-3200
Design: Conectando Pessoas