Começa hoje o III Simpósio Brasil Sul de Suinocultura

 

          Começa hoje o III Simpósio Brasil Sul de Suinocultura com expectativa de público recorde


O III Simpósio Brasil Sul de Suinocultura (IISBSS) e II Brasil Sul Pig Fair (II BSPF) devem atingir novo recorde de público neste ano com cerca de 1.500 participantes. Os principais especialistas da suinocultura mundial vão destacar os principais desafios e perspectivas do setor entre os dias 10 e 12 de agosto, no Centro de Cultura e Eventos Plínio Arlindo de Nes, em Chapecó, Santa Catarina.

Consagrado pelo elevado nível técnico dos debates, o evento reúne os principais formadores de opinião do setor no coração da cadeia produtiva. Durante os três dias de encontro, médicos veterinários, zootecnistas profissionais da agroindústria, consultores, pesquisadores, produtores, além das mais importantes empresas do setor vão debater as mais recentes pesquisas e tecnologias da área com o objetivo de contribuir para o desenvolvimento da suinocultura.

Com característica técnica, o programa científico tem o objetivo de abordar de maneira práticas os principais assuntos que fazem parte do dia-a-dia dos profissionais de toda a cadeia produtiva. Para isso, a comissão científica do simpósio consulta representantes das agroindústrias sobre seus principais desafios no campo.

O presidente da Associação Brasileira dos Criadores de Suínos (ABCS), Irineu Wessler, estará na abertura do evento abordando os caminhos para o mercado interno e o Projeto Nacional de Desenvolvimento da Suinocultura (PNDS) que tem como objetivo ampliar o consumo per capita brasileiro em 2kg até 2012. O Projeto acontece nos seguintes estados: Rio Grande do Sul, Santa Catariana, Paraná, Minas Gerais, Espírito Santo, Distrito Federal e Goiás.  Para Wessler, o evento se consolida como o mais importante congresso técnico do setor e de extrema importância para o futuro do PNDS no país. “Um dos pilares do Projeto para atingirmos a meta é o desenvolvimento da produção, com a capacitação de gerentes e colaboradores de granjas, a também do Manual de Boas Práticas Agropecuárias que está sendo produzido pela Associação”.

A Associação Catarinense de Criadores de Suínos (ACCS) também estará presente no evento, com grande parte de seus filiados, segundo o presidente da associação, Losivanio de Lorenzi. “Como Chapecó é um dos mais importantes pólos produtores de carne suína o Simpósio é um evento muito esperado pelos produtores da região e esse ano foi diferente”.

Programação científica

O II SBSS será aberto às 19h do dia 10 de agosto com a palestra Princípios Básicos de Finanças Pessoais, que será ministrada pelo Professor da Fundação Getúlio Vargas (FGV), George Boggis.

No dia 11, o pesquisador da University of Leeds (UK), Michael Forbes, vai abordar o tema “Seleção e consumo alimentar em suínos: uma verdade impalatável”. Em seguida, o professor da Universidade Estadual de Londrina (UEL), Caio Abércio Silva, vai levantar uma discussão sobre os Recursos disponíveis para a melhora da qualidade da carcaça e da carne suína. O pesquisador Robert Harrell vai ministrar a palestra “Otimizando o desempenho da fêmea suína através da nutrição”. Já o pesquisador do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) e da Universidade Purdue, Marco H. Rostagno destacam a sanidade dos animais com o tema “Salmonella sp. e resistência a antimicrobianos: desafios contemporâneos na produção de suínos”.

No período da tarde, a programação começa com a palestra “Causas infecciosas de problemas reprodutivos na produção de suínos”, ministrada pelo pesquisador da Embrapa Suínos e Aves, Nélson Morés. O pesquisador da Zimpro, Mark Wilson, vai debater a “Correlação entre parâmetros produtivos, reprodutivos e problemas de casco”.No dia 12, a pesquisadora da Embrapa, Janice Zanella, destaca o Controle da influenza suína, a partir das 8h30. Às 9h20, o professor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Luís Gustavo Cobellini, apresenta a palestra “Acordo sobre a aplicação de medidas sanitárias e fitossanitárias (SPS/OMC) e as ferramentas epidemiológicas: uma questão de estratégia”. Logo após, o especialista da Aurora Alimentos, Dilvo Casagranda, aborda o tema “Cenário atual, possibilidades e desafios para a carne suína brasileira”. O analista da FCStone, Étori Baroni, apresenta a palestra “Perspectivas de mercado das commodities agrícolas”. O consultor da Integrall, Glauber Machado, vai promover um debate com o tema “Quais índices realmente importam na gestão de granjas” e, em seguida, o consultor da Agriness, Everton Gubert, vai ministrar a palestra “Saindo do quadrado: um olhar diferente sobre o principal fator de diferenciação na suinocultura – o ser humano”.                                                                                                                  

                                                                                                                Publicado em: 11/08/10 

Setor de Indústrias Gráficas (SIG), Quadra 01 – Ed. Barão do Rio Branco, sala 118 | CEP: 70.610-410 | Brasília - DF
Telefone: (61) 3030-3200
Design: Conectando Pessoas