ABCS inaugura nova sede executiva em Brasília

 

 

Lideranças suinícolas das associações de criadores de suínos estaduais estiveram reunidos nesta terça-feira, 22 de novembro, em Brasília para inauguração da nova sede executiva da Associação Brasileira dos Criadores de Suínos (ABCS). Presente no centro do poder nacional desde 2005, mas com sede estatutária ativa em Estrela no Rio Grande do Sul desde 1955, a entidade caminhou a passos largos no desenvolvimento da suinocultura e do mercado interno.

 

O ano de 2011 marcou o desenvolvimento de atividades voltadas para a qualificação da produção brasileira e consolidou a atuação da ABCS junto aos órgãos políticos considerados decisivos para crescimento da suinocultura nacional, fortalecendo a classe. “Caminhamos em direção a uma suinocultura que atenda aos anseios e necessidades dos produtores, e a nova sede é uma conquista de cada entidade afiliada, cada liderança e simboliza nosso sentimento de união. Aqui, desejamos concentrar nossas iniciativas, ampliar os espaços de discussões e, assim, contribuir para a consolidação do associativismo e o fortalecimento da suinocultura brasileira”, reiterou o presidente da ABCS, Marcelo Lopes, em seu discurso.

Fundada a 13 de novembro de 1955, a entidade foi instituída com o objetivo de favorecer o desenvolvimento tecnológico do setor e o início das suas atividades foi marcado por um significativo e intenso trabalho de melhoramento do rebanho, quando iniciou a transformação do porco tipo banha em carne suína, por meio da introdução de raças puras já selecionadas para produzir menos gordura e mais carne. Os primórdios da suinocultura foi relembrado pelo ex-presidente da ABCS e atual presidente da Associação Paulista do Criadores de Suínos (APCS), Valdomiro Ferreira, que ressaltou a importância desse momento para todos os produtores. “A nova sede amplia as possibilidade de ação frente às dificuldades que enfrentamos. Acredito que com uma equipe maior e mais organizada será possível fazer muito mais pela suinocultura”, comentou.

Rubens Valentini, que esteve à frente da entidade por dois mandatos de 2005 a 2009, acredita que é o novo espaço administrativo representa a evolução da organização da suinocultura brasileira. “Instalar uma sede administrativa em Brasília há seis anos foi o primeiro grande passo para que discutíssemos junto as lideranças políticas o futuro da suinocultura, e agora temos uma nova oportunidade”, completou.

Ressaltando a união das lideranças da suinocultura brasileira, Marcelo Plácido Correa, presidente da Associação Baiana de Suinocultura (ABS), abordou a importância de encontros como esse para debater as principais dificuldades e juntos planejar estratégias para a atividade. O mesmo pensa o presidente da Associação de Criadores de Suínos do Rio Grande do Sul (ACSURS), Valdecir Folador, que comentou a atuação da ABCS junto aos órgãos políticos e os reflexos desses resultados no campo. “Percebemos que o produtor tem necessidade de saber quais os encaminhamentos que a ABCS vem dando às suas reivindicações, e por esse motivo, essa nova organização se faz tão importante” comentou o presidente gaúcho.

 

A nova sede da ABCS está localizada no Setor de Industrias Gráficas (SIG), quadra 01 – lote 495/505. Ed. Barão do Rio Branco, sala 118 - CEP: 70.610-410 - Brasília/DF. O novo telefone para contato é (61) 3961-9333.



Publicado em 22 de novembro de 2011
Fonte: ABCS

 

Setor de Indústrias Gráficas (SIG), Quadra 01 – Ed. Barão do Rio Branco, sala 118 | CEP: 70.610-410 | Brasília - DF
Telefone: (61) 3030-3200
Design: Conectando Pessoas