APS realiza demonstração de cortes suínos especiais

APS realiza demonstração de cortes suínos especiais

Paraná quer ganhar mercado com abate de animais mais pesados

 

Com o intuito de qualificar a indústria a oferecer cortes suínos cada vez mais atrativos, a Associação Paranaense de Suinocultores (APS) e a Associação Regional dos Suinocultores do Centro-Sul (SUINOSUL), com apoio do PNDS,  realizou em junho, no Mercado Municipal de Curitiba/PR, mais uma edição do curso de Capacitação em Tecnologia de Cortes Suínos Especiais.

A ação, que faz parte do Projeto Nacional de Desenvolvimento da Suinocultura (PNDS) reuniu 50 participantes entre suinocultores, representantes de indústrias, de redes de mercados, frigoríficos, distribuidores, representantes do varejo, além de estudantes e pesquisadores.

O curso foi conduzido pelo mestre açougueiro Daniel Furtado, que é especialista em cortes nobres suínos. O animal utilizado para a demonstração fazia parte do lote de animais utilizados no Projeto Suíno Especial – desenvolvido no Paraná pelo Instituto EMATER juntamente com a SUINOSUL, APS, Embrapa e Universidade Federal do PR (UFPR) – que tem por objetivo a produção de animais com manejo e alimentação diferenciada, com menor teor de gordura e o abate a partir de 130 kg.

Hoje, tradicionalmente, os animais são abatidos com 100 kg. Segundo o engenheiro agrônomo e presidente da SUINOSUL, Remi Sterzelecki, responsável pelo projeto na Emater, a produção de suínos mais pesados, geram um rendimento de 30% a mais de carne magra. Além de melhorar a qualidade da carcaça, suínos abatidos entre 130 a 140 kg de peso vivo apresentam também um menor custo de produção para os produtores.

Para Ana Lucia Bizinelli, do Frigorífico Bizinelli, presente no evento e parceira da pesquisa, “Suínos Maiores também dão mais matéria prima para a produção de embutidos. É um trabalho de longo prazo, mas que as grandes redes de supermercados já estão adotando”. Para Remi, a região metropolitana de Curitiba, pelas suas características e por estar próxima do maior mercado consumidor do Paraná, reúne todas as condições para ofertar produtos diferenciados. “O projeto pode contribuir para a meta de consumo da ABCS e auxiliar a desenvolver a suinocultura e a região Centro-Sul do Paraná”, comenta.

Além da parte prática, o evento contou com palestra do professor doutorando em Medicina Veterinária da UFPR, Eduardo Alexandre de Oliveira, sobre característica e qualidade da carne e dos cortes.

Fonte: ABCS com informações da SUINOSUL
Publicado em 30/07/2014

Setor de Indústrias Gráficas (SIG), Quadra 01 – Ed. Barão do Rio Branco, sala 118 | CEP: 70.610-410 | Brasília - DF
Telefone: (61) 3030-3200
Design: Conectando Pessoas