ASCE apoia Semana da Zootecnia da Universidade Federal do Ceará

ASCE apoia Semana da Zootecnia da Universidade Federal do Ceará

Os estudantes participaram de palestra e de oficina gastronômica

 

A Associação dos Suinocultores do Ceará (ASCE) apoiou VIII Semana de Zootecnia da Universidade Federal do Ceará (UFC) que aconteceu de 22 a 24 de outubro, em Fortaleza. Cerca de 70 universitários participaram das atividades realizadas pela ASCE, em parceria com o Projeto Nacional de Desenvolvimento da Suinocultura (PNDS).

As atividades iniciaram no dia 22 com evento de culinária suína. Na ocasião, o chef de cozinha Joab Ferreira apresentou dicas de receitas de fácil preparo e temperos. A aula foi encerrada com degustação de um risoto colorido à base de carne suína.

Segundo o profissional os consumidores ainda utilizam uma variedade pequena de cortes suínos sendo os mais conhecidos lombo, costelinha e pernil, para ele muito disso se deve à falta de costume e de conhecimento do preparo. “A carne suína é muito saborosa, saudável e possui uma grande quantidade de cortes nobres” enfatizou.

Para a gestora executiva da ASCE, Paula Braga, a cooperação entre associações e universidades por meio das ações do PNDS ampliam o conhecimento sobre a suinocultura brasileira e facilita a aproximação do consumidor final.  “A troca de informação com professores e estudantes nós ajuda a disseminar os benefícios da carne suína para a saúde, variedade de cortes   desmistificar preconceitos, além de formar multiplicadores de opinião a favor do consumo da nossa proteína”, destacou.

As ações da ASCE no evento da UFC, foram encerradas no dia 24 com a palestra sobre bisseguridade na suinocultura, ministrada pelo o médico veterinário Tiago Andrade. O profissional abordou a importância dos programas de biosseguirdade na prevenção de doenças infecciosas como a circovirose suína. “O Estado do Ceará tem avançado muito em biosseguridade uma comprovação disso é o reconhecimento como área livre de febre aftosa”, disse.

Andrade falou ainda sobre medidas de controle sanitário, entre elas: restrição de trânsito de pessoas (visitas), planos de lavagem e desinfecção de instalações e veículos, programação de vacinação, quarentena de animais, banho e trocas de roupa (ou uso de roupas descartáveis) por colaboradores e visitantes e destinação correta de resíduos (dejetos) e animais mortos.

A estudante do 5º semestre de Zootecnia Maria do Carmo participou da oficina gastronômica e da palestra. Para ela por estar diretamente ligado a área de estudo do curso o tema do debate esclareceu muitas dúvidas e abriu novos horizontes em relação à saúde animal. “A oficina me ajudou enquanto consumidora da carne suína. Agradeço à associação pelas ações e espero que se repitam”, frisou.

Fonte: ABCS
Publicado em 14/11/2014

Setor de Indústrias Gráficas (SIG), Quadra 01 – Ed. Barão do Rio Branco, sala 118 | CEP: 70.610-410 | Brasília - DF
Telefone: (61) 3030-3200
Design: Conectando Pessoas