Assuvap, Coosuiponte e parceiros definem atuação do PNDS em 2015

Assuvap, Coosuiponte e parceiros definem atuação do PNDS em 2015

A região já tem diversas ações confirmadas para este ano


A Associação dos Suinocultores do Vale do Piranga (Assuvap) os parceiros Cooperativa dos Suinocultores de Ponte Nova e Região (Coosuiponte) e o Frigorífico Saudali, definiram, no final de março, o plano de ações que irá nortear a atuação do Projeto Nacional de Desenvolvimento da Suinocultura (PNDS) em 2015. Em reunião com representantes da Associação Brasileira dos Criadores de Suínos (ABCS), em Ponte Nova (MG), e com apoio da Associação dos Suinocultores do Estado de Minas Gerais (ASEMG), e Sebrae/MG, a Assuvap confirmou ações nos elos da produção, indústria e comercialização.

Com o objetivo de trabalhar pela sustentabilidade do suinocultor mineiro e colaborar nas ações para incremento do consumo interno da carne suína. Este ano, as ações do PNDS, receberão o reforço do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Suinocultura (FNDS) e atenderão mais 3.000 produtores, profissionais do setor e estudantes. “Acreditamos no trabalho desenvolvido pela ABCS, por meio do PNDS, e os resultados demonstram a seriedade e dedicação da instituição, o que gera ainda mais credibilidade. O FNDS será importante para a continuidade a este grande trabalho”, destacou a presidente da Assuvap, Patrícia Morari.

Em 2015, a Assuvap prepara novidades para atrair a atenção dos brasileiros para a proteína mais consumida no mundo. Segundo a Secretária Executiva da Assuvap, Paula Gomides, uma dessas inovações será o projeto “Momento Saudável” que levará informações sobre bons hábitos alimentares para estudantes do 6º ao 9º ano. A ação ainda prevê um concurso de post, no qual os estudantes terão que desenvolver uma frase focando no seguinte tema “Como você entende que a carne suína faz parte de uma alimentação saudável?”. Até o final do primeiro semestre, a entidade também pretende lançar uma cartilha educativa inédita para crianças de quatro a dez anos, que será elaborada pela ABCS com recursos do FNDS.

Além da comercialização, foram fechadas ações com foco na produção e indústria. Para atender o suinocultor em questões que envolvem o dia a dia da atividade, será realizado o Programa de Capitação Total (PCT) para gerente e colaboradores de granja que abordará o manejo nas diferentes fases do plantel. As ações na indústria envolvem curso de cortes e treinamentos voltados para empresas processadoras de carnes.

Parceiro da Assuvap e do PNDS, o Frigorífico Saudali, em Ponte Nova, será beneficiado com a capacitação de promotores, apoio na convenção de vendas e treinamentos de líderes com base no Manual de Industrialização de Suínos da Associação Brasileira dos Criadores de Suínos (ABCS). Segundo a gestora comercial do Frigorífico, Marina Henrique Freitas, o apoio do PNDS trouxe resultados direto para a empresa como o aumento de vendas. “As ações que desmistificam a carne suína contribuem para o aumento do consumo e vem nos ajudando a expandir negócios”. Além disso, o projeto beneficia o público interno da Saudali, por meio das capacitações oferecidas”, ressaltou a gestora.

Com intuito de  ampliar o trabalho de divulgação da carne suína a que se referiu a gestora comercial da Saudali e desfazer preconceitos, além de palestras de saudabilidade, o PNDS de 2015 fechou parceria com especialistas de renome para difusão de conhecimentos e conceitos sobre a proteína suína, com o workshop “na medida certa com carne suína”, o evento, previsto para o segundo semestre de 2015 é destinado a nutricionistas e outros profissionais de saúde.

Para  a coordenadora do PNDS, Lívia Machado, a criação do FNDS representa a construção de um novo momento para a suinocultura brasileira.  “O recurso do fundo trará inovação para nossa atuação e isso é essencial para qualquer projeto que pretenda alcançar metas.”, ressaltou. Lívia complementa que as parcerias no estado são fundamentais para os resultados atingidos pelo PNDS. “A credibilidade que a Assuvap, Coosuiponte e Saudali conferem ao nosso trabalho nos motiva. Além disso, o apoio da ASEMG e Sebrae/MG ampliam a nossa capilaridade. Vamos seguir juntos nesse desafio” concluiu.

Fonte: ABCS
Publicado em 23/04/2015

Setor de Indústrias Gráficas (SIG), Quadra 01 – Ed. Barão do Rio Branco, sala 118 | CEP: 70.610-410 | Brasília - DF
Telefone: (61) 3030-3200
Design: Conectando Pessoas