Acrismat capacita técnicas de nutrição escolar em Cuiabá

Acrismat capacita técnicas de nutrição escolar em Cuiabá

Ação foi realizada em parceria com a Secretaria Municipal de Educação e Senac-MT e contou com o apoio da ABCS

 

Cerca de 200 técnicas em Nutrição Escolar receberam no último dia 28 de outubro, certificados do Curso de Aperfeiçoamento Profissional, em Cuiabá, no Mato Grosso. A ação foi realizada pela Associação dos Criadores de Suínos de Mato Grosso (Acrismat), em parceria com a Secretaria Municipal de Educação de Cuiabá, e o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac-MT) e teve o apoio da Associação Brasileira dos Criadores de Suínos (ABCS),

A capacitação, que teve duração de 60 horas, foi realizada no Centro de Educação Profissional do Senac e na Paróquia Imaculado Coração de Maria. O treinamento ofereceu informações sobre o atual modelo produtivo dos suínos, bem como os mitos e paradigmas em torno da proteína e técnicas de preparo de pratos com carne suína.

De acordo com Raulino Teixeira, presidente da Acrismat, a atividade faz parte das ações da entidade para fomentar o consumo da carne suína em Mato Grosso. "O curso faz parte de um grupo de ações que estamos realizando para promover o consumo da carne suína, com o Teatro de Fantoches e a Gincana o Melhor da Carne Suína", ressaltou.

Gilsane Tomaz, diretora regional do Senac-MT, explica que a carga horária do curso foi dividida entre o conteúdo teórico e horas práticas, onde foram apresentados os cortes e receitas da carne suínas que podem ser elaboradas nas escolas. "Esperamos que essas profissionais coloquem em prática tudo aquilo que aprenderam e que esse curso faça diferença na maneira como elas realizam a profissão", pontuou.

Segundo Ivone Maria Dallanhol, diretora da escola Agostinho Simplício de Figueiredo, a carne suína foi incluída na merenda da escola desde julho de 2014. "Aos poucos estamos quebrando os mitos em torno da carne suína. Percebemos que as crianças ainda têm um conceito equivocado de que a carne traz doenças. Por isso, acreditamos que com esse curso técnicas em Nutrição farão a diferença, fazendo com que nossas crianças gostem cada vez mais da carne suína”, informou.

Para a técnica de nutrição Cleuza Nunes, fazer novas receitas com carne suína será um incentivo para as pessoas provarem mais da proteína. "A carne suína de hoje é diferente do "porco antigo", tanto que nós chamamos ela de carne suína, pois as normas de higiene e de criação são muito rígidas, o que garante a qualidade do produto", explicou.

Lívia Machado, coordenadora do Projeto Nacional de Desenvolvimento da Suinocultura (PNDS), fala da importância do trabalho realizado pela Acrismat. “São ações como essa que diferenciam e destacam o nosso produto no mercado consumidor. O nicho da merenda escolar é muito grande e podemos inserir a carne suína pela diversidade e saúde que a diferenciam, além do preço.  Nosso objetivo é conquistar cada vez mais o dia a dia e a mesa dos brasileiros e a Acrismat tem dado grande exemplo com esse trabalho”, finalizou.

 

Fonte: ABCS
Publicado em 05/11/2015

Setor de Indústrias Gráficas (SIG), Quadra 01 – Ed. Barão do Rio Branco, sala 118 | CEP: 70.610-410 | Brasília - DF
Telefone: (61) 3030-3200
Design: Conectando Pessoas