Notícias

Fale com a comunicação da ABCS

Voltar Publicado em: segunda-feira, 31 de maio de 2021, 4h54

ABCS participa do lançamento do Manual de Boas Práticas para as CADECs

O lançamento foi feito de forma online em reunião do Fórum Nacional de Integração (Foniagro)

Na última semana, a Associação Brasileira dos Criadores de Suínos (ABCS) junto aos demais representantes das cadeias produtivas de aves e suínos realizaram a primeira reunião de 2021 do Fórum Nacional de Integração (Foniagro). O encontro teve como objetivo aprovar o Manual de Boas Práticas para as Comissões de Acompanhamento, Desenvolvimento e Conciliação da Integração (Cadecs). O manual pretende ampliar a transparência das negociações nesses canais, além de garantir o melhor alinhamento e simetria das informações. O documento também visa fortalecer e contribuir para que a relação de integração seja desenvolvida como determina a Lei de Integração (13.288/2016).

O presidente da ABCS, Marcelo Lopes, participou da reunião e parabenizou a construção do Manual e a postura de todos os envolvidos, produtores e agroindústria. Segundo ele, “Esse documento mostra o amadurecimento do setor produtivo”. Lopes reforçou também que este ano a ABCS buscou se aprofundar no diálogo entre produtores e indústria, para isso a entidade contratou um especialista que vai acompanhar localmente as CADECs e assim tentar alinhar o debate de maneira técnica. “Nosso intuito é fazer com que cada vez mais esse relacionamento e as negociações entre integrados e integradoras fluam de forma técnica e com consenso, trazendo rentabilidade para ambos os lados.”

Para o presidente da Comissão Nacional de Aves e Suínos da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Iuri Machado, o manual será essencial no dia a dia das CADECs que visa balizar a relação contratual entre produtores (integrados) e agroindústria (integradora), conforme prevê a legislação.  Machado que realizou a apresentação do manual aos participantes, destacou que o documento foi construído pelos técnicos das entidades representativas dos produtores e das agroindústrias integradoras. “Esse manual pretende aperfeiçoar o funcionamento das CADECs, baseado em alguns pontos fundamentais como a simetria de informações entre integradoras e integrados, transparência das fórmulas de remuneração e critérios técnicos e econômicos, respeito à representatividade com ética e profissionalismo na relação entre as partes, decisões coerentes e baseadas em critérios técnicos e econômicos, além de evitar a procrastinação de decisões e respostas às demandas dos produtores uma vez que a CADEC tem que ser um local de resolução, com consenso entre as partes e isso envolve também o fato de as decisões que interferem diretamente na rentabilidade do integrado não poderem ser unilaterais”, explicou.

O presidente da CNA, João Martins, e o presidente da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), Ricardo Santin, ressaltaram a união de esforços para a elaboração do manual que foi fruto do amadurecimento no relacionamento entre as entidades. Afirmaram ainda que o documento é um passo importante para que as Cadecs possam cumprir seu papel na representatividade dos elos da cadeia e no cumprimento da Lei da Integração.

Na agenda, as entidades também discutiram um calendário permanente para monitorar a implantação das boas práticas previstas no manual, e assim manter aberto o canal de comunicação entre CNA e a ABPA. Também foi citado na reunião a necessidade de se retomar as discussões sobre a metodologia de cálculo do valor de referência.

Estavam presentes na reunião os membros do Foniagro. Representando os produtores, o presidente da CNA, João Martins, José Zeferino Pedrozo (CNA) e Iuri Pinheiro (CNA), Adroaldo Hoffmann (ABAI), Fernando Ribeiro (ABAI), Marcelo Lopes (ABCS). Pela agroindústria, o presidente da ABPA, Ricardo Santin, Marcelo Osório (ABPA), Antônio Carlos Costa (AVIMIG), Fábio Stumpf (BRF) e José Antônio Ribas (ACAV).

Clique aqui para acessar o manual!