Notícias

Fale com a comunicação da ABCS

Voltar Publicado em: segunda-feira, 17 de maio de 2021, 11h31

O MAPA em parceria com a ABCS e as demais instituições do setor suinícola, lançam a campanha de vacinação contra PSC em Alagoas

O evento aconteceu na última quinta-feira (13), e dá início oficial ao Projeto Piloto de Erradicação da Peste Suína Clássica no estado de Alagoas, programa derivado do Plano Estratégico Brasil Livre de Peste Suína Clássica

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, na última quinta-feira (13), lançou de forma oficial a campanha de vacinação contra a Peste Suína Clássica em parceria com a Associação Brasileira de Criadores de Suínos (ABCS), a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), o Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA), a Confederação Nacional de Agricultura (CNA/SENAR), a Zoetis, a Agência de Defesa e Inspeção Agropecuária de Alagoas (ADEAL) e a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Alagoas (FAEAL).

O projeto piloto que será executado em Alagoas entre maio e o junho, sendo  uma iniciativa público-privada e faz parte do Programa Brasil Livre de Peste Suína, uma política pública que visa erradicar e combater a PSC na Zona Não Livre (ZnL), caracterizada por 11 estados brasileiros (Alagoas, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Amapá, Pará, Amazonas e Roraima), que juntos representam 18% do rebanho de suínos do Brasil. A campanha conta com materiais de divulgação, produzidos pela CNA/SENAR tais como cartazes e panfletos, jingle para veiculação em rádios e carros de som, bem como de cards para redes sociais que visam sensibilizar e engajar os produtores do estado.

As mais de 400 mil doses da vacina Pest-Vac, doadas pelas Zoetis para a viabilidade da campanha no estado, serão aplicadas sem custo para os produtores durante o primeiro ano de vacinação e já chegaram ao estado! A ABCS junto a suas associações filiadas contribuíram com a quantia de R$ 300 mil reais para ajudar a custear a contratação dos veterinários que irão atuar na vacinação em mais de 100 municípios no sertão, agreste e leste alagoanos, bem como dos demais insumos necessários para a execução da campanha de vacinação.

O evento de lançamento contou com a presença da Ministra da Agricultura, Tereza Cristina, que declarou que a campanha é o marco inicial para aprimorar a suinocultura brasileira, colocando os estados da ZnL e da ZL na mesma página. “O Brasil é um país que tem um importante rebanho comercial, e é um grande exportador. O plano foi construído a muitas mãos, numa interação com o governo federal, governo do estado, iniciativa privada e produtores, e vai beneficiar tanto as comunidades locais, quanto a suinocultura tecnificada e as agroindústrias nacionais  mantendo a competitividade no mercado internacional, além de possibilitar novos investimentos nas regiões onde vamos trabalhar.”

Na sequência, o Secretário de Defesa Animal (SDA/MAPA), Sr. José Guilherme Leal agradeceu ao empenho e dedicação de toda a equipe técnica do MAPA, do estado e da iniciativa privada e reforçou que o plano demonstra uma preocupação do governo federal, tanto com a questão da saúde animal, quanto numa estratégia de prestar apoio especial para todas as regiões do Brasil. Enfatizou que a visão estratégica do plano é em trabalhar para elevar o status sanitário dessas regiões, e propiciar o desenvolvimento econômico. Ele reforçou também a importância da união das instituições para dar continuidade ao plano nas demais UFs.

Ainda no decorrer do evento, o diretor do Departamento de Saúde Animal (DSA/MAPA), Geraldo Moraes, apresentou um panorama sobre a doença no Brasil desde o primeiro surto em 1940. No segundo momento, Guilherme Takeda, auditor fiscal do MAPA, falou sobre quais serão os próximos passos para a execução do plano, que visa evoluir na erradicação da doença, evitar o ingresso na ZL, evitar perdas diretas e melhorar as perspectivas para as regiões envolvidas.

Encerrando as apresentações, as mestras de cerimonial passaram a palavra para os representantes e presidentes das instituições organizadoras do evento. Abrindo o bloco, o presidente da ABCS, Marcelo Lopes, parabenizou os resultados alcançados pelo setor. “Sem dúvida essa iniciativa é uma conquista gigantesca para o Brasil e para toda a cadeia da suinocultura. Hoje damos um passo importantíssimo, quero agradecer a Ministra, ao Secretário da Agricultura José Guilherme Leal, toda a equipe do MAPA, aos produtores que apoiaram essa iniciativa e a área técnica da ABCS, na pessoa da diretora técnica Charli Ludtke por todo o esforço em prol desse trabalho.” O presidente da ABPA, Ricardo Santin, saldou toda a equipe envolvida na campanha e enfatizou a importância da continuidade do plano e a certeza do êxito do projeto alavancado por essa parceria público-privada. Para o presidente do IICA, Gabriel Delgado, é muito importante esta atividade em Alagoas, pois representa um caminho para erradicar a peste suína do território brasileiro. Além disso, reforçou que o IICA atua em fazer pontes nacionais e internacionais e estão comprometidos com todas as iniciativas que se seguem adiante com seus parceiros.

A Zoetis, empresa amiga da suinocultura e parceira da ABCS, representada por seu presidente Luis Xavier Rojas, declarou em nome de todos os trabalhadores da Zoetis Brasil, que é um orgulho contribuir com uma iniciativa tão importante, inovadora e pioneira para o país. “Esse projeto vai elevar a suinocultura nacional, que vai continuar quebrando barreiras. A importância do Brasil como produtor e exportador de proteína animal é inquestionável, queremos ajudar para que a carne suína brasileira chegue a cada vez mais lugares, trazendo renda para os produtores. Com o trabalho colaborativo somos mais fortes!”. José Márcio de Medeiros Maia, Diretor presidente da ADEAL agradeceu a todos e reiterou o compromisso da entidade. “Faremos tudo o que for possível para que nossos produtores venham a aderir a essa campanha, agradecemos a oportunidade.” e a palavra final do bloco foi do superintendente da SFA/LA, Jader Oliveira da Silva, que colocou a SFA à disposição como integrante do grupo de trabalho, e somando todo o empenho para tornar realidade a vacinação na ZnL.

Charli Ludtke finalizou o evento chamando todos para a ação. “O importante agora é contar com a colaboração de todos para engajar, republicar os materiais e unir esforços para a campanha. Vamos tornar isso uma realidade em campo, vamos proteger o nosso rebanho de suínos.” A campanha conta também com o apoio da Associação Brasileira das Empresas de Genética de Suínos (ABEGS), Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV), Associação dos Criadores de Alagoas (ACA), Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Saúde Animal (SINDAN), Organização das Cooperativas do Brasil (OCB) e o Fórum Nacional de Executores de Sanidade Agropecuária (FONESA).

Veja o evento completo: