Notícias

Fale com a comunicação da ABCS

Voltar Publicado em: terça-feira, 9 de fevereiro de 2021, 4h01

Oportunidade, inovação, lucro e muito sabor: a carne suína conquista a gastronomia brasileira

Conheça o novo nicho de restaurantes especializados na proteína que se espalham por todo o país 

A proteína mais consumida no mundo está conquistando cada vez mais espaço na gastronomia nacional. Além da famosa feijoada, marca registrada brasileira, a carne suína vem sendo incorporada também em pratos contemporâneos através de preparos mais ousados. Por todo o país é possível encontrar restaurantes especializados em carne suína, com cardápios que vão desde porções pequenas, a um grande sortimento de hambúrgueres. Empreendimentos que apostam na carne suína como carro chefe tem se provado um excelente investimento. Em 2019, a franquia Porks presente em Brasília (DF), Curitiba (PR), Belo Horizonte (MG) e Piracicaba (SP) anunciou um faturamento de R$10 milhões de reais. No mesmo ano, somando ambos os ganhos, uma outra rede pertencente ao mesmo dono, conseguiu chegar a receita de quase R$60 milhões!  O Mr. Hoppy atuante nas regiões Sul, Sudeste, Centro-Oeste e Nordeste do Brasil conseguiu se destacar através de preços acessíveis com hambúrgueres à base de carne suína e lanches acompanhados de chopp que custavam apenas R$10 reais. 

Este é um mercado que o empresário Marco Aurélio de Abreu pretende alcançar em Uberlândia (MG). O Bacon&Co será inaugurado na cidade ainda durante o mês de fevereiro e promete trabalhar com opções descontraídas, trazendo como estrela o corte mais famoso da pancetta suína: o bacon. Ele explica que escolheu este nicho buscando inovação. “Preferi trabalhar com a carne suína primeiro porque sou apaixonado pelo sabor da carne, que é saborosa, saudável e de qualidade. Depois pelo diferencial que ela apresenta. Aqui em Uberlândia ainda não temos restaurantes especializados em carne suína, e além disso a proteína apresenta uma margem maior de lucro para a empresa, pois tem um custo mais baixo. Esse fator é muito importante no cenário atual causado pela pandemia, que afetou muito os preços dos aluguéis comerciais e insumos.”

Como ação estratégica neste processo, por meio do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Suinocultura (FNDS), a ABCS se reuniu com o empresário durante o mês de janeiro, com objetivo de contribuir com uma visão ampla da proteína e da cadeia, fornecendo insights de como comunicar sabor, saúde e todo o potencial da carne suína para a clientela de maneira impactante, com propriedade e eficiência. Marco Aurélio conclui dizendo que as expectativas estão altas, “queremos mostrar para a região o quanto a carne suína é saborosa e prática, incentivando o hábito de comer carne suína, para que os clientes possam reproduzir alguns dos nossos pratos até em casa.”

Reunião estratégica realizada entre a ABCS e o empresário Marco Aurélio de Abreu

Este também é o caso do recém inaugurado, Bacon Brasa & Lenha, restaurante brasiliense especializado em carne defumada, tendo o bacon como estrela. Comandado pelo chef Bruno Barboza, que também é sócio do empreendimento, a proposta do espaço é combinar referências dos churrascos norte-americanos, com toques brasileiros e técnicas de cozinha francesas. Bruno conta que os pratos mais amados por ele e pela clientela são a costelinha com barbecue de tamarindo e o baozinho de pancetta grelhada. Além disso, o bacon artesanal é incorporado também nas sobremesas, como no caso da banana com bacon, chocolate e rúcula que pode causar estranheza a princípio, mas logo conquista paladares.  

Reprodução Facebook Bacon Brasa e Lenha

Segundo explica a Diretora de Marketing e Projetos, Lívia Machado, a carne suína reúne sabor, saúde, custo-benefício e praticidade. “Sem dúvidas os restaurantes do Brasil perceberam essa oportunidade, assim como diversos países europeus e também os Estados Unidos, que já trazem como benchmarking. Aqueles que têm investido nesse ramo conquistam a aceitação do público e o sucesso como resposta. Vivemos um momento de mudanças e descobertas por parte do consumidor, e ocupar essa lacuna é muito promissor. A ABCS realiza um grande trabalho de conexão com o consumidor nas mídias digitais, na produção de informações e isso tem feito a diferença. O portal Mais Carne Suína dispõe de receitas, informações e notícias que podem ser compartilhadas com esse objetivo. Além disso, pretendemos também ampliar as ações nesse sentido.” 

Essa expansão gastronômica agrega valor à carne suína e leva uma nova experiência ao consumidor, assim como uma nova visão da proteína, apresentada como uma opção versátil, que pode ser simples ou sofisticada. Hoje a carne suína representa 40,1% do total de proteína animal consumido pela população mundial, segundo dados apresentados pela National Pork Board. No Brasil o consumo per capita gira em torno de 16 kg anuais, número que pode e deve ser expandido. Há 65 anos a ABCS atua diretamente no trabalho de promoção e incentivo ao consumo da carne suína, unida a todos os elos da cadeia produtiva, inserindo o alimento na cultura dos brasileiros. Por isso, se alia a todas as iniciativas que contribuem com essa missão. O suinocultor, Lucas Moreira Vasconcelos, que atua na área há 14 anos em Minas Gerais, é contribuinte do FNDS e acredita no potencial da gastronomia para o aumento de consumo da proteína no Brasil. “Para nós é um marco histórico, é resultado do trabalho de desmistificação que vem sendo realizado por nós, pelas Associações Estaduais e pela ABCS, mostrando ao cliente final que vai ao restaurante que a carne suína é a carne mais saudável e mais consumida do mundo.”

Conheça os restaurantes citados: