Doenças Enzoóticas ou de Rebanho

As doenças enzoóticas, também denominadas de doenças de rebanho, existem na grande maioria das granjas tecnificadas de produção de suínos e o objetivo maior é mantê-las num nível baixo de ocorrência de tal forma que provoquem baixo impacto nos índices produtivos. Também, existem infecções nos suínos que não provocam doença clínica, mas são importantes na segurança dos alimentos, como exemplo algumas sorovares de Salmonelas.

Mudanças do perfil epidemiológico das doenças dos suínos são observados nas garnjas. Anos atrás as doenças mais significativas eram as bacterianas, que eram resolvidas com tratamentos antimicrobianos.

Atualmente, as principais doenças que afetam os rebanhos suínos são multifatoriais e virais/imunosupressoras, que causam elevada morbidade, mortalidade variável, maior resistência dos patógenos e, principalmente, redução no desempenho com aumento no custo de produção.

Observa-se também maior exigência dos consumidores quanto à segurança dos alimentos e bem estar animal. Isso reforça a importância da adoção de instalações e medidas de manejo adequadas para prevenir doenças e sua disseminação.

Setor de Indústrias Gráficas (SIG), Quadra 01 – Ed. Barão do Rio Branco, sala 118 | CEP: 70.610-410 | Brasília - DF
Telefone: (61) 3030-3200
Design: Conectando Pessoas