Preço do suíno cai na Quaresma - Mito ou realidade?

Preço do suíno cai na Quaresma - Mito ou realidade?

 

 

A vida muda, os hábitos são substituídos, a tecnologia inventa e reinventa novidades mas, às vezes, ficamos apegados a conceitos antigos que nem sempre paramos para questionar.

Dentre eles, um que afeta diretamente nosso negócio e nossas expectativas: “na quaresma cai o consumo de carnes e isso afeta o preço do suíno”.

Essa frase está internalizada em nós suinocultores e, às vezes, agimos sem perceber baseados nessa informação.

Pois bem, nada como dados bem coletados e bem processados para nos ajudar a separar os mitos da realidade, e isso é o que nos trouxe o Cepea – Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada da Esalq, campus da Universidade de São Paulo em Piracicaba.

Ilustradas ao lado, temos as variações do kg do suíno vivo posto no frigorífico, da quarta-feira de Cinzas até a quinta-feira que antecede a Páscoa desde 2004, ano em que o Cepea iniciou sua pesquisa diária de preços de suínos em várias regiões do Brasil.

Nesse período de 8 anos, o preço, no fim da Quaresma, é superior ao da Quarta-feira de Cinzas em 6 anos, e menor em apenas 2 anos.

Portanto, isso prova que nesse período do ano, não há nenhuma tendência pré-definida de baixa de preços; pelo contrário, a tendência é claramente de estabilidade para alta.

O que estamos sugerindo, com essa informação detalhada, é que eliminemos esse mito ao construirmos nosso raciocínio sobre o mercado para o período que se inicia. O preço pode flutuar como faz em qualquer época do ano, sem nenhuma tendência de baixa apenas por ser Quaresma.

 

 

Fonte: Assuvap

Publicado em 12/3/2012

Setor de Indústrias Gráficas (SIG), Quadra 01 – Ed. Barão do Rio Branco, sala 118 | CEP: 70.610-410 | Brasília - DF
Telefone: (61) 3030-3200
Design: Conectando Pessoas