Notícias

Fale com a comunicação da ABCS

Voltar Publicado em: quarta-feira, 15 de dezembro de 2021, 4h55

ABCS celebra encerramento de 2021 com saldo positivo de ações do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Suinocultura (FNDS)

Veja o relatório de atividades que movimentou todas as frentes de atuação da ABCS durante o ano

O Fundo Nacional de Desenvolvimento da Suinocultura (FDNS) é um dos grandes responsáveis pela manutenção das atividades da Associação Brasileira dos Criadores de Suínos (ABCS) no seu propósito de impulsionar a suinocultura nacional. É a partir dele que a ABCS desenvolve ações nacionais de relevância para prosperar toda a cadeia de valor. Sempre atenta ao presente, mas com o olhar no futuro, a ABCS realizou a partir da contribuição de associações, produtores, frigoríficos e varejo, 32 ações nos âmbitos técnico, político, marketing e mercado, buscando capacitar lideranças e agentes transformadores da suinocultura e promover a educação e a informação de temas relevantes e em voga em 2021.

O presidente da ABCS, Marcelo Lopes, explica que FNDS tem um papel essencial neste cenário desafiador da suinocultura. “A atuação do FNDS permite a realização de projetos conjuntos que ganham mais força do que aqueles que buscamos executar de forma individual. Geram ganhos coletivos que beneficiam e fazem a cadeia como o todo girar ainda mais brilhantemente. Somos uma das áreas do agronegócio mais atuante, organizada e unida e isso vem se refletindo a cada entrega do nosso FNDS, que só é efetivo porque pensamos como setor. Esperamos que em 2022 possamos continuar realizando ações estratégicas, promovendo a união e trabalho conjunto de toda a suinocultura brasileira. Esses resultados apontados neste informativo são conquistas de todos nós, juntos.”

Área técnica 

Campanha de vacinação contra PSC 

A PSC é uma doença de grande impacto para a saúde do rebanho e causa grandes prejuízos econômicos, por isso o MAPA, em parceria com a ABCS, e as demais instituições (ABPA, IICA, CNA/SENAR e ADEAL), realizaram o projeto piloto da campanha de vacinação contra a Peste Suína Clássica (PSC) no Estado de Alagoas – AL, em conjunto com a empresa Zoetis que doou as vacinas para a execução do projeto. O projeto piloto foi uma iniciativa público-privada e faz parte do Programa Brasil Livre de Peste Suína Clássica, uma política pública que visa erradicar e combater a PSC na Zona não Livre (ZnL).  Com duração de junho a setembro, foram vacinados mais de 100 mil suínos, em mais de 7 mil propriedades no estado. A primeira etapa foi considerada um sucesso e no próximo ano, a ABCS, unida das demais instituições, fará a segunda fase da campanha, que deverá ocorrer no 1° trimestre de 2022, ainda em Alagoas.

Série de informativos sobre Fábricas de Ração 

Com intuito de facilitar o entendimento quanto às normativas que tratam das legislações em Fábricas de Ração, facilitar a compreensão quanto às normativas vigentes e também trazer informações para o aprimoramento de todos os elos do setor quando o assunto é a resistência antimicrobiana, a ABCS, em parceria com o consultor e médico veterinário Stefan Rohr, produziu uma série de 8 boletins sobre fábricas de ração durante o ano de 2021. Também foram realizados 4 treinamentos on-line para contribuintes do FNDS de Minas Gerais, Mato Grosso, Espírito Santo e São Paulo, alcançando em torno de 177 colaboradores do setor. 

Treinamentos técnicos sobre PSA 

A ABCS preocupada com a grande disseminação da PSA pelo mundo e em manter o Brasil livre da doença, organizou treinamentos on-line em conjunto com o MAPA e a Embrapa suínos e aves para conscientizar os produtores, profissionais da suinocultura e colaboradores do sistema, e colocar todos em alerta para reduzir os riscos de entrada dessa doença em nosso país que é livre. Os treinamentos reuniram especialistas nacionais e internacionais, médicos veterinários, pesquisadores e agentes das agroindústrias e Serviços Veterinários Oficiais (SVO’s) de diversos países para falar sobre a PSA. Ao todo foram abordados temas como prevenção, plano de contingência, detecção precoce e medidas de biossegurança, para 1.238 participantes nos webinars nacionais e 1.690 participantes nos webinars regionais. 

Atuação de Mercado 

A ABCS elaborou um programa de educação exclusivo para seus associados. Foram realizadas 5 palestras de maio a junho com objetivo de sensibilizar e orientar os produtores e lideranças da suinocultura sobre a importância de atuar de forma estratégica e proativa na compra de insumos para ração (milho e farelo de soja), como questão fundamental da sustentabilidade do negócio. As palestras trouxeram temas como mercado futuro, leilões, política agrícola, instituições financeiras, ferramentas e estratégias para um público de mais de 2.300 conexões. Além disso, ao longo de todo ano a ABCS elaborou e enviou boletins e apresentações de mercado de acompanhamentos conjuntural da suinocultura para associações afiliadas e contribuintes do FNDS. Os conteúdos foram produzidos pelo consultor de mercado da ABCS com foco numa análise macro setorial de temas como grãos, custo de produção, exportação e preço do suíno vivo.

Atuação Política 

Com a confirmação da Peste Suína Africana (PSA) na República Dominicana, no final do mês de julho, a ABCS entregou à Ministra um ofício reforçando ações preventivas para evitar a contaminação do rebanho brasileiro. Entre os pedidos estava o fortalecimento da estrutura de fiscalização nas fronteiras, portos e aeroportos. O documento também aponta a necessidade de ampliação do número de laboratórios credenciados para realização de diagnóstico rápido da PSA. Junto ao MAPA destacamos as ações relacionadas à sanidade com os planos de prevenção para a entrada da Peste Suína Africana (PSA) no Brasil e erradicação da Peste Suína Clássica na Zona Não-Livre e a ampliação da Estação Quarentenária de Cananéia (EQC) inaugurado novos galpões de alojamento de reprodutores de suínos na EQC. 

Já junto à Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) e a Frente Parlamentar Mista da Suinocultura, a ABCS debateu temas e propostas voltadas especificamente para o setor agropecuário, visando trazer melhorias para a cadeia produtiva, como o Projetos de Lei (PL) Aprovados na Câmara: Licenciamento Ambiental e o PL de Regularização Fundiária, que aguardam votação no Senado Federal. Com a atuação da ABCS junto aos parlamentares, conseguimos fortalecer os pleitos da suinocultura, como por exemplo a redução, a zero, das alíquotas de contribuição do PIS e Cofins para importação de milho. A ABCS participou também do debate sobre o Projeto de Lei que incentiva o consumo de carne de caça sem os devidos controles sanitários e de disseminação de doenças, e a proposta que pretende dar mais autonomia às empresas em relação às medidas de defesa sanitária. 

Marketing 

A ABCS desenvolveu de forma inovadora e inédita a campanha “Carne de porco: Bom de preço, bom de prato!” para as associações, frigoríficos e demais parceiros do Fundo. Foram criadas peças digitais e físicas, além de jingles, que puderam ser replicados em redes sociais e também nas lojas, em contato direto com os clientes. A campanha explorou o excelente momento da carne suína com seu custo-benefício, diversidade de cortes e de preparos para surpreender o brasileiro, gerando quase 1 milhão de reais em venda de carne suína em mais de 100 pontos de venda, em 4 estados e no Distrito Federal.

Já a Semana Nacional da Carne Suína (SNCS), em sua 9ª edição inovou mais uma vez e contou com a participação de 10 redes de varejo, que entraram com 22 bandeiras de supermercados, hipermercados, superatacados e hortifrútis, sensibilizando mais de 75 milhões de brasileiros e levando o conceito “Escolha + Carne Suína” para campanhas de marketing que tomaram conta das redes sociais e de mais de 8 mil pontos de venda em 22 estados. O resultado foi mais de R$13 milhões de crescimento em vendas de norte a sul do país para as redes de varejo participantes. Isso significa também um ganho em cadeia, visto que este valor corresponde a 400 mil suínos processados, criando oportunidades para os produtores, frigoríficos e todos os agentes do setor, e engajando as maiores e melhores redes de varejo do Brasil que confirmaram um crescimento de até 27% nas vendas de carne suína, de norte a sul do país, no período de 1 17 de outubro, unidos com o propósito de elevar a carne suína como opção de sabor e custo benefício para o churrasco e dia a dia do brasileiro.

Pacotes de comunicação temáticos 

Os frigoríficos e associações contribuintes do FNDS e as Empresas Amigas receberam durante o ano de 2021 pacotes temáticos de comunicação para redes sociais para utilizarem nas principais datas comemorativas. Páscoa, dia das mães, dia dos namorados, festa junina, dia dos pais, dia das crianças e festas de final de ano foram distribuídos em três envios e utilizados pelos parceiros, personalizando com a logomarca de cada um. Ao todo foram 48 posts, 12 receitas, 50 fotos e 7 vídeos. 

Escola de Gestores 

A ABCS buscou oportunizar discussões de assuntos atuais e relevantes para o momento atual, sempre com foco no desenvolvimento do líder e seu impacto positivo junto à equipe, associação e comunidade. Em 2021, a Escola de Gestores costurou temas importantes em diferentes áreas de atuação. Dividida em 5 módulos sobre a importância de ressignificar as estratégias de comunicação, foco nas atividades, ampliar o relacionamento com o varejo, e, mais do que nunca, aprimorar as formas de atuação técnica e política na sua região, a iniciativa contou com 7 palestras sobre mindfulness, noções técnicas e de política, estratégias de treinamento para ações no varejo, gestão da comunicação e mídias digitais, gestão da emoção, inovação e carreira. 

Todas as ações foram realizadas com o aporte do FNDS e trouxeram resultados positivos para toda a cadeia. Acesse aqui e confira o informativo FNDS de ações 2021 completo!