Notícias

Fale com a comunicação da ABCS

Voltar Publicado em: quarta-feira, 4 de janeiro de 2023, 4h00

De olho no futuro: fique por dentro das tendências que irão reinar em 2023

Mudanças de comportamento, consumidores do futuro, expansão das compras on-line, consolidação do pix e marketing de influência, confira as tendências do ano e saia na frente!

2023 já começou e traz consigo diversas tendências que irão nortear o comportamento e preferências dos consumidores, a atuação das marcas e a condução dos negócios por todo o mundo. Atenta às novidades e com intuito de orientar a cadeia da suinocultura para uma melhor comunicação e desempenho durante o ano, a Associação Brasileira dos Criadores de Suínos (ABCS), selecionou as principais tendências do ano e dividiu em dois boletins. O primeiro você confere aqui!

Comportamento dos consumidores 

Segundo a Global Consumer Trends, uma pesquisa realizada pela Mintel, em 2022 49% dos consumidores norte-americanos declaram terem experimentado estresse, seguido por ansiedade (38%), exaustão mental (22%) e burnout (20%). Por isso em 2023 os consumidores estarão mais ansiosos para focar em si mesmos, a hiper fadiga causada pelas crescentes crises mundiais e o bombardeamento de notícias e conteúdo digital, faz com que eles se sintam sobrecarregados e queiram se conectar com o que realmente importa para eles, engajando em atividades como hobbies, atividade física e que evoquem saúde mental e bem-estar. No Reino Unido 71% das pessoas que sofreram com estresse declaram que uma boa alimentação e exercícios são importantes para controlar o estresse. 62% dizem que rituais diários são uma maneira de melhorar o humor. 

Eles também buscarão uma voz mais ativa e mais espaço para co-criar e votar em mudanças ao lado das marcas. Além disso, no âmbito financeiro, os gastos serão intencionais. Fatores como flexibilidade, durabilidade e sustentabilidade desempenharão papéis cada vez mais importantes. Comprar localmente será uma forma de os consumidores se protegerem financeira, ambiental e psicologicamente, e sentirem que estão retribuindo.

O prazer de ir às compras 

De acordo com a pesquisa “Um novo olhar sobre o comportamento dos consumidores”, realizada pela Rojo Estratégia em Varejo, os consumidores gostam de ir às compras presencialmente. Um dos motivos é o prazer que a compra traz, principalmente quando estimulado através de um bom atendimento, qualidade e ambiente da loja (conforto, flores e etc). Algumas tendências para explorar esse prazer na hora da compra são o consumo no local e o take away, além da variedade de segmentação, qualidade, praticidade e o foco em alimentos perecíveis.

Economia 

O estudo também aponta a necessidade de sentir que está fazendo economia na hora da compra. Essa percepção não se constrói apenas com preços baixos, mas com um conjunto de fatores, como a simplicidade da loja, variedade e forma de apresentação dos produtos que contribuem para despertar esse tipo de sensação. A pesquisa também destaca a eficiência dos atacarejos em oferecer e despertar a sensação de economia, o segmento vem se tornando muito forte no mercado brasileiro.

Praticidade 

Outro ponto muito importante para o consumidor é a praticidade, impulsionado pelo desejo de aproveitar melhor o seu tempo. Entre as maiores empresas do mundo, encontram-se algumas que baseiam seu formato na conveniência, como lojas de vizinhança que oferecem praticidade através da proximidade. Além disso, os hipermercados ainda persistem no mercado nacional e internacional, formatos que possibilitam a compra de amplas variedades de produtos em apenas um local, aumentando a percepção de praticidade. Também ligado a esta necessidade, ganham mais espaço as soluções de alimentação como refeições prontas, congelados, lanchonete, rotisserie, hortifrutis fracionados e prontos para consumo.

Bem-estar 

O estudo também observa uma tendência crescente por fatores ligados ao bem-estar. Os cuidados com a saúde determinam a procura por uma variedade cada vez mais ampla de alimentos que atendam a essa necessidade, abrindo mais espaço para variedade de itens saudáveis que vão desde hortifrutis, alimentos orgânicos a sem glúten e etc, mostrando uma oportunidade para a carne suína. Essa visão também está ligada a preservação da natureza e meio ambiente e do convívio social como parte da natureza humana.

Consumidores do futuro 

Compondo quase 30% da população mundial, a Geração Z (1996 – 2012) é prioridade para muitas marcas. Essa geração ambiental e socialmente mais consciente é impulsionada por valores, e estão liderando as demandas para que as empresas tomem medidas diante da crise climática. Eles também exigem maior diversidade e inclusão, além de terem foco em si mesmos, na própria saúde e em suas carreiras, buscando um senso de propósito e visando a construção de um futuro melhor. Cautelosos na hora de fazer dívidas e interessados ​​em gerenciar o próprio dinheiro, eles abraçam tanto o consumismo consciente quanto o custo-benefício dos produtos. As informações são da WGSN.

Confira na próxima semana as tendências voltadas para marketing e presença no universo digital. Fique ligado!