Notícias

Fale com a comunicação da ABCS

Voltar Publicado em: segunda-feira, 8 de novembro de 2021, 10h28

SNCS gera aumento de 13 milhões de reais em vendas de carne suína no varejo brasileiro em prol da cadeia de valor da suinocultura

A campanha alcançou resultados expressivos por todo o país, com aumentos de vendas que chegam até a 42% 

Em apenas 17 dias de campanha no varejo brasileiro, a Semana Nacional da Carne Suína (SNCS) foi capaz de alcançar resultados surpreendentes que impactam toda a cadeia produtiva, gerando 13 milhões de reais em vendas para as 10 redes participantes e suas 22 bandeiras, como o  Extra, Pão de Açúcar, Oba Hortifruti, Hortifruti, Natural da Terra, Lopes Supermercados, Carrefour, Grupo Big, Dia Supermercados e a Companhia Sulamericana de Distribuição, mostrando mais uma vez o potencial da carne suína no mercado brasileiro. Esses 13 milhões de reais equivalem a 400 mil suínos processados, criando oportunidades para os produtores, frigoríficos e todos os agentes do setor.

Através dessa metodologia de educação e engajamento, as maiores e melhores redes de varejo do país puderam elevar a venda de carne suína em todas as regiões do Brasil, com destaque para a região Norte, que foi a regional de maior destaque entre as redes de varejo com capilaridade nacional, atingindo crescimento de até 89% de crescimento em vendas. O Centro-Oeste também se destacou nas capitais Brasília e Goiânia, com lojas que cresceram mais de 90% nas vendas de carne suína durante a SNCS 2021.

As vendas em algumas lojas na região Nordeste registraram crescimento acima de 100%, assim como o incremento consecutivo nas vendas no Sudeste, onde fica o maior polo de consumo do país com São Paulo e Rio de Janeiro, que neste ano registraram crescimento acima de 100% também nas lojas de algumas bandeiras. Números que reforçam a importância das ações estratégicas de marketing promovidas pela SNCS como alicerce do crescimento significativo das vendas e da expansão do consumo da carne suína pelos brasileiros, atestando que não há limites para o alcance da proteína suína.

Crescimento nacional 

Durante o período de campanha, as três maiores redes de varejo do país alcançaram crescimentos entre 20% e 25% nas vendas de carne suína quando comparado ao mesmo período do ano anterior. Juntos, o Extra e o Pão de Açúcar, do GPA, aumentaram as vendas de carne suína em 25%, ao lado do Carrefour e do Grupo Big, que cresceram respectivamente 20% cada um, comprovando a efetividade da campanha ano a ano.

Já o Oba Hortifruti conseguiu aumentar as vendas de carne suína em 18%, e juntos o Hortifruti e o Natural da Terra apresentaram crescimento de 32%, ambos em relação ao crescimento alcançado durante o mesmo período do ano passado. O Lopes Supermercado, que este ano entrou com a nova bandeira Raiz Superatacado, mostrou um crescimento de 9,5% nas vendas em comparação ao período em 2020.

As redes estreantes na SNCS também registraram crescimento e venderam entre 32% 42% a mais de carne suína. A Companhia Sulamericana de Distribuição foi responsável por 32% de aumento, somando as redes Cidade Canção, São Francisco e Amigão, quando comparado ao mesmo período do ano anterior. Já o Dia Supermercado, que introduziu açougues e autosserviço em mais de 630 lojas este ano, registrou crescimento de 42% de vendas quando comparado ao mês de setembro de 2021E para fechar os resultados, no e-commerce uma das redes participantes obteve crescimento de 40% nas vendas, um marco na história da venda de perecíveis. 

De Norte a Sul do Brasil a SNCS promoveu qualidade, saúde e sabor para mais de 75 milhões de consumidores que tiveram a oportunidade de levar pra casa uma proteína prática, saudável e de ótimo custo-benefício, sendo um bom negócio para a economia doméstica. A carne suína in natura também tem ganhado os consumidores a cada ano, seja resfriada ou congelada. Com cortes variados e maior disponibilidade nas gôndolas, as redes de varejo confirmaram o avanço nas vendas da proteína, chegando a crescer 27% nas vendas, apenas no período da campanha.

Para o varejo, segundo os gerentes comerciais das redes participantes, a categoria tem aumentado sua participação dentro do setor de carnes e há ainda muitas oportunidades para dar mais visibilidade à carne suína, aprimorando as vendas e desenvolvendo diferentes estratégias para o setor. O presidente da ABCS, Marcelo Lopes, pontua que: “Há 9 anos todas as redes participantes apresentam crescimento sobre crescimento, de forma contínua e consolidada, que permanece em resultados crescentes nos meses seguintes após o encerramento da campanha, mostrando a estratégia acertada da SNCS, que se renova a cada ano e promove a transformação real e a inserção da carne suína na cultura brasileira. Entregamos resultados a todos os elos da cadeia e trabalhamos uma continua mudança de cultura.”  

A SNCS

Durante o período de 1 a 17 de outubro de 2021, a SNCS trouxe o tema churrasco com carne suína para se conectar com os consumidores brasileiros, atuando presencialmente em loja com mais de 8 mil peças de PDV, e também no digital, através das redes sociais, Pinterest, influenciadores digitais, e-commerce e presente em todos os aplicativos de delivery, levando receitas, dicas, cortes para churrasco, informação, inspiração e sabor. Saiba mais aqui.

Metodologia 

Os resultados deste ano foram fornecidos pelas redes de varejo participantes, com base na campanha anterior realizada em outubro de 2020 para aquelas que já participavam da iniciativa e para a CSD. Já no caso da rede Dia, que aderiu à campanha pela primeira vez e iniciou este ano as atividades no açougue, os resultados foram comparados com os números de venda obtidos no mês anterior (setembro de 2021), para equilibrar a mensuração em relação às condições de mercado e de preço.