Notícias

Fale com a comunicação da ABCS

Voltar Publicado em: quinta-feira, 2 de julho de 2015, 12h17

XVI SNDS celebra história da ABCS em evento especial

XVI SNDS celebra história da ABCS em evento especial

Evento foi aberto com Conferência do renomado economista Eduardo Giannetti

O XVI Seminário Nacional de Desenvolvimento da Suinocultura (SNDS) foi aberto oficialmente, na noite desta quarta-feira (01), no Hotel Vila Galé Cumbuco, no Ceará.Com cerca de 400 participantes, o evento reuniu principais gestores do setor de todos os estados produtores do país.

O SNDS começou com reconhecimentos de lideranças do agronegócio, homenagens à história da Associação Brasileira dos Criadores de Suínos (ABCS) e a Conferência Inaugural com o renomado economista Eduardo Giannetti.

O presidente da ABCS, Marcelo Lopes, iniciou o Seminário agradecendo a oportunidade de estar à frente da entidade no momento de comemoração de seus 60 anos de lutas e conquistas. Ele foi seguido por representantes do Sebrae Nacional, Secretaria de Agricultura do Ceará, Associação dos Suinocultores do estado (ASCE) e Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) que versaram sobre a importância e o potencial da suinocultura brasileira.

“Vamos comemorar juntos as seis décadas da entidade e fico muito satisfeito por poder reunir importantes lideranças aqui em um estado tão encantador como o Ceará. Este evento representa a união de nossa cadeia em busca de um mesmo ideal”, disse o presidente da ABCS, Marcelo Lopes.

Em seguida, o economista e escritor Eduardo Giannetti iniciou sua apresentação sobre o quadro econômico do Brasil nas últimas décadas e avaliou que vivemos o pior momento dos últimos 20 anos.

“Acredito que temos uma recessão diferente das últimas quatro que vivemos desde o Plano Real. Na minha opinião, mais complicada. Existem três cenários possíveis para os próximos meses ou até o final do segundo mandato”, introduziu.

Segundo ele, o primeiro cenário, no qual acredita o governo, o ajuste fiscal iniciado nos últimos meses tiraria o país da recessão entre três e sete trimestre. Já o segundo prognóstico, que o palestrante considera mais provável, exigirá mais até uma recuperação econômica por diversos fatores. “Já o terceiro, ainda mais dramático, seria uma guinada populista, uma argentinização”, alertou.

Por fim, o economista acrescentou que, mesmo assim, haverá muitas oportunidades para o setor, especialmente, os melhores. “Lamento pelas perspectivas ruins, mas é a hora dos profissionais mostrarem o potencial e fazerem mais e melhor ou diferente. Enfim, para sair da crise, só há um caminho: o trabalho”, finalizou.

Ao final do primeiro dia, a organização do XVI SNDS exibiu um vídeo sobre a história da ABCS, que contou um pouco dos 60 anos celebrados pela associação durante o evento. Alguns ex-presidentes da entidade participaram da produção que conta passagens importantes da trajetória da suinocultura no país e foram homenageados com discursos e entrega troféus em reconhecimento pela  dedicação desses líderes à suinocultura.

O encontro, que segue hoje (quinta-feira) e amanhã, contará com alguns dos melhores especialistas e palestrantes sobre economia, gestão e marketing e visa alinhar os gestores do setor em busca de objetivos comuns.

O XVI SNDS tem patrocínio da Agroceres, Bayer, DB Genética Suína, MSD Saúde Animal, Ourofino e Zoetis e apoio do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), Associação dos Suinocultores do Ceará (ASCE), Confederação e da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR), Federação de Agricultura do Estado do Ceará (FAEC), Sebrae Nacional e Organização da Cooperativas do Brasil (OCB).

Fonte: ABCS
Publicado em 02/07/2015