Notícias

Fale com a comunicação da ABCS

Voltar Publicado em: quarta-feira, 7 de dezembro de 2022, 9h43

ABCS focou em ações para impulsionar a suinocultura em ano de crise

Confira o balanço das ações custeadas pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Suinocultura (FNDS) em 2022

O Fundo Nacional de Desenvolvimento da Suinocultura (FNDS) já é um projeto consolidado pela Associação Brasileira dos Criadores de Suínos (ABCS) e tem sido um propósito compartilhado com produtores, associações, frigoríficos, varejo e empresas do setor desde 2015. Em 2022, o FNDS também se tornou um importante alicerce para a crise na suinocultura, que se fez presente desde janeiro com a alta disponibilidade interna de carne suína e baixos preços pagos ao produtor independente. Dentro desse cenário desafiador, a ABCS buscou soluções e paliativos em todas as suas frentes de atuação, se mostrando uma representante da cadeia suinícola presente, estratégica e unificadora em prol da sustentabilidade das diferentes realidades do setor. Foram mais de 30 ações nas áreas técnica, política, mercado e de marketing, sempre com foco na entrega nacional e com os resultados e materiais compartilhados com os contribuintes.

Além de trabalhar constantemente junto ao Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e com o poder legislativo, a ABCS também investiu na qualidade do rebanho, realizando a segunda e a terceira etapas de vacinação contra a PSC em Alagoas e o desenvolvimento de um livro referência sobre o uso de antimicrobianos na suinocultura. Em marketing, a associação uniu forças com os varejos parceiros que correspondem a mais de 32% do varejo alimentício no Brasil e antecipou a maior vitrine da carne suína no país para o terceiro semestre, além de lançar e fornecer material de marketing para incentivar o consumo.

O presidente da ABCS, Marcelo Lopes, explica que como resultado o consumo de carne suína per capita atingiu o marco de 19,3 kg. “Estamos focados em continuar a crescer junto aos consumidores brasileiros em 2023 sem abrir mão da qualidade e referência da nossa produção. Isso só é possível graças aos contribuintes do FNDS, que investem na estratégia, no desenvolvimento de ações nacionais e compartilham esses resultados junto a toda cadeia”, finaliza. Conheça mais sobre o trabalho da ABCS!

Atuação Técnica

O Programa Piloto de Erradicação da Peste Suína Clássica (PSC) em Alagoas visa, por meio da vacinação dos suínos, acabar com a circulação viral, promover a saúde do rebanho e a sustentação do mercado nacional e internacional. Sendo assim, a ABCS conduziu a segunda etapa de vacinação contra a PSC no estado nordestino entre os meses de março e abril, imunizando mais de 127 mil animais, e iniciou a terceira etapa no fim do mês de novembro. A estimativa é vacinar cerca de 130 mil suínos no estado alagoano até o final do mês de dezembro deste ano. Além disso, a ABCS lançou o livro “O uso prudente e eficaz de antibióticos na suinocultura – uma abordagem integrada”, que aborda temas fundamentais para uma produção de alimentos seguros e uma suinocultura sustentável. Após o lançamento físico, foi realizado uma série de 3 webinars em parceria com a 333 Brasil, onde os autores de cada capítulo compartilharam conhecimentos quanto aos temas abordados.

Atuação Política

A ABCS trabalhou em 2022 como um elo político entre lideranças do setor, Ministério da Agricultura e parlamentares. Com a crise na suinocultura, a entidade nacional buscou a criação de agendas para discutir as principais demandas dos suinocultores. Para isso, em abril, foi realizada audiência pública junto a suinocultores de todo o Brasil com o Ministro da Agricultura, Marcos Montes. Na ocasião, a ABCS solicitou a aprovação do PLN 001 de 2022 no Congresso com destinação de uma parte dos recursos para atender os estados que declararam situação de calamidade por questões climáticas; a prorrogação do prazo de pagamento dos custeios pecuários em um ano conforme no Manual de Crédito Rural; a linha de Retenção de Matrizes, com prazo estendido para suinocultura no Plano Safra 2022-2023 e a inclusão da carne suína e de seus derivados nos programas do PNAE e PAA/Alimenta Brasil (SAF/MAPA).

Após receber do MAPA uma resposta informando que não existem impedimentos para a inclusão da carne suína na merenda escolar e que essa demanda deve ser trabalhada junto aos governos estaduais, a ABCS discutiu o assunto com o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) em outubro. Os representantes do órgão informaram que, em breve, uma nova resolução deve ser publicada para incentivar a utilização de fontes de ferro heme no mínimo quatro vezes na semana nos cardápios escolares. Com isso, o órgão acredita que deve haver aumento no consumo de proteínas nas merendas, possibilitando que a carne suína tenha grande competitividade devido ao seu valor econômico. A ABCS também se preocupou em esclarecer aos contribuintes do FNDS as novas especificações técnicas para a comercialização de carne moída publicadas pelo MAPA.

Atuação no Marketing

Atenta às tendências e oportunidades junto aos consumidores para promover o consumo da carne suína, a ABCS investiu em campanhas de marketing nacionais, digitais e em PDV. Foram elas: a décima edição da Semana Nacional da Carne Suína (SNCS), que com o tema “Sabor de oferta? Suíno na certa!” a SNCS viabilizou a venda de 600 toneladas a mais de carne suína no período de 1 a 17 de junho, impactando 145 milhões de consumidores, a segunda edição da campanha “Carne de porco: Bom de preço, bom de prato”, pensada para o pequeno varejo com foco em cortes acessíveis e de custo benefício para o consumidor, e o “Carne suína: a melhor seleção!”, que tem como objetivo ser uma goleada na comunicação da carne suína durante o período de Copa do Mundo.

A ABCS também produziu pacotes de marketing temáticos para datas comemorativas como páscoa, dia das mães, dia dos namorados, dia dos pais, dia das crianças e festa de fim de ano para promover o consumo de carne suína durante datas especiais, entregou um pacote de fotos in natura e cortes preparados para uso em materiais, artes e divulgações do dia a dia e lançou a cartilha “Carne suína na air fryer: Descubra o chef em você”, desenvolvida junto ao Chef de cozinha Jimmy Ogro, marcando a inovação na hora de preparar a proteína e comprova toda a praticidade, facilidade e otimização da rotina que os consumidores buscam para inserir a carne suína, sem abrir mão do sabor, saúde e qualidade.

Setor Integrado

A ABCS conduziu em 2022, a Escola de Gestores, uma iniciativa pensada para a capacitação de toda a cadeia. A iniciativa focou em aulas de oratória e de comunicação não violenta, conduzidas por especialistas para aprimorar as técnicas de comunicação em reuniões, eventos e demais compromissos do setor. Além disso, a ABCS conduziu reuniões mensais para trazer atualizações de mercado, debatendo junto às associações estaduais a atuação da associação nacional frente à crise na suinocultura, preço do suíno vivo, custo de grãos e outros fatores de custo na produção.

A ABCS disponibiliza um relatório detalhado com as ações do ano e seus resultados, saiba mais aqui: http://abcs.org.br/~abcsorg/wp-content/uploads/2022/12/Resultados-FNDS-2022-v.WEB_-3.pdf

Contribuintes